Dos infantários gratuitos à abolição das propinas. Conheça as propostas para as eleições legislativas britânicas

Retomar, renegociar, revogar. Quando se trata do acordo do Brexit, são vários os verbos aplicados nos programas eleitorais dos diferentes partidos que irão a votos esta quinta-feira no Reino Unido. Conheça as principais propostas.

Paul Hackett/Reuters

As eleições legislativas britânicas de quinta-feira foram antecipadas com o objetivo principal de romper o impasse existente no processo do ‘Brexit’, mas os partidos apresentaram programas com mais medidas para aplicarem durante cinco anos no poder.

Estas são algumas das principais promessas dos diferentes partidos:

 

Partido Conservador

– Retomar o processo legislativo do acordo de saída do Reino Unido da União Europeia negociado por Boris Johnson antes do Natal e concretizar a saída da UE a 31 de janeiro.

– Investir 20 milhões de libras (24 mil milhões de euros) no serviço nacional de saúde e contratar mais 50 enfermeiros.

– Contratar mais 20.000 polícias para Inglaterra e País de Gales.

– Congelamento dos valores do IVA, imposto sobre o rendimento e contribuições sociais.

– Introduzir sistema de imigração por pontos para regular entrada de trabalhadores.

 

Partido Trabalhista

– Renegociar o acordo de saída da UE e submetê-lo a referendo com uma opção para o Reino Unido permanecer na UE no espaço de seis meses.

– Investir 400 mil milhões de libras (475 mil milhões de euros) num “Fundo de Transformação” do país, com especial incidência nos transportes, ambiente, habitação, educação e saúde.

– Nacionalização de empresas ferroviárias, de distribuição de energia, água, correios e telecomunicações.

– Abolição das propinas universitárias.

– Internet de banda larga gratuita para domicílios e empresas até 2030.

 

Partido Liberal Democrata

– Revogar o processo do ‘Brexit’ e aplicar os 50 mil milhões de libras (60 mil milhões de euros) resultantes de um potencial crescimento económico nos serviços públicos, incluindo contratar 20.000 professores.

– Investir 100 mil milhões de libras (119 mil milhões de euros) até 2025 para combater alterações climáticas e tornar 80% da energia renovável até 2030.

– Infantários gratuitos para crianças entre dois e quatro anos.

 

Partido Nacionalista Escocês

– Organizar referendo à independência em 2020 e manter Escócia na UE.

– Promover segundo referendo ao ‘Brexit’ e fazer campanha pela opção para permanecer.

– Acabar com armamento nuclear britânico.

 

Partido Verde

– Investir 100 mil milhões de libras (119 mil milhões de euros) por ano para combater alterações climáticas, reduzindo e neutralizando as emissões de dióxido de carbono no país até 2030.

– Promover segundo referendo ao ‘Brexit’ e fazer campanha pela opção para permanecer.

 

Plaid Cymru (partido nacionalista galês)

– “Revolução de empregos verdes” com investimento de 20 mil milhões de libras (24 mil milhões de libras).

– Promover segundo referendo ao ‘Brexit’ e fazer campanha pela opção para permanecer.

 

Partido do Brexit 

– Sair da UE sem acordo, nos termos da Organização Mundial do Comércio, e negociar acordo de comércio livre.

– Acabar com a Câmara dos Lordes, reformar o sistema de voto para introduzir representação parlamentar proporcional e constituição escrita.

– Corte na imigração para menos de 50.000 pessoas por ano.

Relacionadas

Boris Johnson admite risco de falhar maioria absoluta nas eleições legislativas

Johnson aludiu às eleições de 2017, quando a antecessora Theresa May tinha uma vantagem nas sondagens mas acabou por não conseguir uma maioria de deputados na Câmara dos Comuns, precisando do apoio do Partido Democrata Unionista (DUP) da Irlanda do Norte para formar governo.

Brexit: sondagens apontam para vitória esmagadora dos conservadores

Tudo indica que a aposta em novas eleições, capazes de clarificar o rumo do Reino Unido para fora da União Europeia, será muito compensadora para o primeiro-ministro Boris Johnson. A Casa dos Comuns que irá sair das eleições gerais de 12 de Dezembro deverá contar com uma clara maioria favorável ao Brexit.
Recomendadas

OE2023: CDS sugere atualização dos escalões de IRS e redução da taxa de IRC

O CDS-PP quer a atualização dos escalões de IRS ao nível da inflação prevista para 2022 e a redução do IRC de 21% para 19% para o ano de 2023.

OE2023: Marcelo diz que previsões são melhores do que esperava mas não são “maquilhagem política”

O Presidente da República afirmou hoje que as previsões económicas do Governo para 2023 são melhores do que esperava, mas considerou que não são “um exercício de maquilhagem política”, embora admitindo que posam falhar.

PCP considera que OE2023 deve dar prioridade à “recuperação e valorização de salários e pensões”

A líder do grupo parlamentar sublinha que o Governo “vai prolongar a perda do poder de compra por parte da esmagadora maioria dos trabalhadores”, depois de se ter reunido com o Executivo de António Costa.
Comentários