doValue Portugal participou em cerca de 30 operações em 2022 de mais de 40 milhões

A gestora de créditos e ativos imobiliários complexos destaca que “só no mercado residencial, destacam-se as vendas de empreendimentos na Grande Lisboa e no Algarve, num total de 17 milhões de euros, e de terrenos nos Açores e na Madeira, Porto e também na Grande Lisboa, por 6,9 milhões de euros”. 

Margarida Grossinho

A doValue Portugal, empresa gestora de créditos e ativos imobiliários, anunciou em comunicado que fechou o ano de 2022 com 27 grandes vendas de ativos singulares concretizadas, num valor total que supera os 40 milhões de euros.

A gestora de créditos e ativos imobiliários complexos destaca que “só no mercado residencial, destacam-se as vendas de empreendimentos na Grande Lisboa e no Algarve, num total de 17 milhões de euros, e de terrenos nos Açores e na Madeira, Porto e também na Grande Lisboa, por 6,9 milhões de euros”.

A empresa intermediou as operações de venda de três terrenos para uso logístico na área metropolitana de Lisboa, no valor de 5 milhões de euros, e cinco terrenos para uso residencial, por 6,9 milhões de euros (três nos arquipélagos dos Açores e da Madeira, um no Porto e outro na Grande Lisboa).

No mercado residencial, a doValue destaca a participação nas transações de quatro empreendimentos, três dos quais localizados na Grande Lisboa e um no Algarve, por mais de 17 milhões de euros no total. Do balanço do ano fazem ainda parte as vendas de cinco armazéns, por um total de mais de 5 milhões de euros (três na Zona Centro, um na Grande Lisboa e outra na Madeira), frações de escritórios em dois edifícios na Grande Lisboa, por um valor acima de 5,5 milhões de euros, e duas operações de venda de ativos de uso residencial e turístico arquipélagos dos Açores e da Madeira por 4 milhões de euros.

João Ribeiro, Diretor de Real Estate da doValue Portugal diz na nota que “2022 foi um ano positivo para a doValue Portugal, marcado por uma dinâmica reveladora de bons resultados na nossa atividade comercial e, consequentemente, do reconhecimento por parte do mercado na qualidade dos nossos serviços”.

A doValue Portugal é a antiga Altamira Portugal, epertence à companhia de serviços financeiros italiana doValue (anteriormente doBank), cotada na Bolsa de Milão.

Recomendadas

“É importante pensar na estratégia do que se quer para a TAP”, refere administrador da Vila Galé

Gonçalo Rebelo de Almeida considera que é necessário perceber se Portugal quer transformar a TAP numa companhia mais pequena só a Europa ou se o país quer continuar a apostar no seu crescimento.
TAP

Finanças desconheciam bónus de três milhões acordado com CEO da TAP

O antigo ministro João Leão não teve conhecimento do montante do bónus da CEO da TAP que consta do contrato assinado a 8 de junho de 2021.

Premium“Vamos continuar a trabalhar as duas marcas em separado”

Neves e Almeida e CEGOC vão trabalhar em autonomia e com equipas de gestão próprias, mantendo a identidade de cada marca.
Comentários