Doze distritos do continente sob aviso amarelo devido à chuva, neve e agitação marítima

Doze distritos do continente vão estar na quinta-feira sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima forte, queda de neve e precipitação, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o instituto, os distritos de Viseu e Vila Real vão estar sob aviso amarelo entre as 09:00 e as 21:00 de quinta-feira por causa da previsão de chuva persistente e por vezes forte.

Os distritos do Porto, Viana do Castelo, Aveiro e Braga vão estar sujeitos ao mesmo aviso amarelo devido à chuva (entre as 09:00 e as 21:00 de quinta-feira), mas também por causa da agitação marítima (entre as 00:00 de quinta-feira e as 06:00 de sábado).

O IPMA emitiu também aviso amarelo para os distritos de Faro, Setúbal, Lisboa, Leiria, Beja e Coimbra, mas só por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas de noroeste com 4 a 5 metros (entre as 00:00 de quinta-feira e as 06:00 de sábado).

Os distritos de Castelo Branco e da Guarda estão também sob aviso amarelo mas por causa da queda de neve entre 1 entre a 10 centímetros nos 1.000 a 1600 metros (entre as 03:00 e as 12:00 de quinta-feira).

O aviso amarelo é o segundo menos grave de uma escala de quatro e é emitido quando as condições meteorológicas representam um “risco para determinadas atividades”.

Recomendadas

Premium“Portugal é um país onde ainda compensa ser-se corrupto”

Quem o diz é o presidente da Transparência Internacional Portugal, Nuno Cunha Rolo. Já a deputada socialista Alexandra Leitão lamenta que se coloquem os políticos todos no mesmo saco.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

Corrupção. Em menos de onze meses, já há mais 733 novos inquéritos do que na totalidade de 2021

Entre 1 de janeiro e 25 de novembro de 2022, foram registados 3.598 novos inquéritos relativos a crimes de corrupção e criminalidade conexa, aumento considerável face à totalidade do ano de 2021, período em que deram entrada 2.865 inquéritos, revela a Procuradoria Geral da República em comunicado.
Comentários