Draghi: “Inflação ainda depende do suporte monetário”

O presidente do BCE afirmou no parlamento europeu, que continua comprometido em preservar o grau de acomodação monetária necessário para garantir a convergência sustentada da inflação.

Ralph Orlowski/Reuters

O Banco Central Europeu (BCE) precisa de manter o atual nível de suporte monetário para levar a inflação da zona euro de volta à sua meta, afirmou nesta segunda-feira o presidente do BCE, Mario Draghi.

“O retorno da inflação para o nosso objetivo ainda depende da continuação do actual nível sem precedentes do suporte monetário, apesar da redução gradual do ‘hiato’ do Produto”, disse Draghi perante o Parlamento Europeu, citado pela Reuters.

“É por esse motivo que continuamos comprometidos em preservar o grau bastante substancial de acomodação monetária necessário para garantir a convergência sustentada da inflação a níveis inferiores, mas perto de 2% no médio prazo”, concluiu Draghi.

Recomendadas

Novas tabelas de retenção já estão publicadas. Saiba quanto vai descontar de IRS todos os meses de 2023

Estão publicadas as tabelas de retenção na fonte para 2023: no primeiro semestre, vai aplicar-se o modelo atual, mas no segundo semestre as taxas passarão a ser marginais, para evitar regressividade.

Comércio a retalho caiu 2,7% na zona euro e 2,4% na UE em outubro

Em Portugal registou-se um crescimento de 1,2% no que respeita ao volume do comércio a retalho, em outubro, face ao mesmo mês do ano passado, de acordo com os dados do Eurostat.

Unidades Comerciais de Dimensão Relevante diminuíram 0,3% em 2021, mas houve recuperação face a 2019

Comparativamente a 2019, verificou-se uma recuperação no número de estabelecimentos (+1,1%), no volume de negócios (+0,4%) e no volume de vendas (+0,6%) destas unidades. Contudo, quer o pessoal ao serviço quer o número de transações mantiveram-se ainda, no ano passado, abaixo do pré-pandemia (-2,4% e -12,7%, respetivamente).
Comentários