DS Smith retira mais de 313 milhões de peças de plástico problemático em dois anos

Segundo a empresa, 49% dos consumidores em Portugal querem um packaging 100% reciclável e 39% admitem ter deixado de comprar determinadas marcas porque o seu packaging não era sustentável.

A DS Smith, empresa líder em packaging sustentável, anunciou em comunicado que só nos últimos dois anos retirou mais de 313 milhões de peças de plástico problemático como parte do seu ambicioso programa de substituição de plásticos.

“Este número significativo – equivalente a mais de três milhões de unidades por semana – demonstra a procura por parte dos retalhistas e dos consumidores de soluções de packaging à base de fibras como uma alternativa aos plásticos difíceis de reciclar”.

Para satisfazer esta procura, os designers da DS Smith “trabalharam com clientes para criar milhares de novas alternativas destinadas a substituir o plástico. Foram criadas soluções para eliminar artigos de plástico quotidianos, tais como tabuleiros de refeições prontas, embalagens de plástico para frutas e legumes e anéis de plástico dos packs de seis latas que têm um enorme impacto ambiental”. Ainda segundo o documento, isto ocorre numa altura em que os grupos de pressão estão a dar destaque à quantidade de plástico que acaba por ser deitado fora, tornando mais importante do que nunca eliminá-lo na fase de conceção.

Luis Serrano, Sales, Marketing & Innovation Director da DS Smith Ibéria, salientou, citado pelo comunicado, que “com a nossa ajuda, os clientes estão a acelerar os seus objetivos de redução ou eliminação de plásticos problemáticos nos seus produtos. Graças às nossas Métricas de Design Circular, podemos facilmente mostrar não só onde os plásticos podem ser substituídos, mas também o grau de circularidade do seu packaging atual e de que forma podemos fazer melhorias trabalhando em conjunto”.

Durante o próximo ano, assegura a empresa, a DS Smith “continuará a impulsionar a implementação de alternativas à base de fibras junto dos seus clientes, em resposta à procura de alternativas ao plástico por parte dos consumidores. De acordo com um inquérito realizado pela DS Smith e IPSOS Mori, 49% dos consumidores em Portugal querem um packaging 100% reciclável e 39% admitiram ter deixado de comprar determinadas marcas porque o seu packaging não era sustentável”.

Como parte dos objetivos de sustentabilidade Now & Next da DS Smith, “a empresa pretende retirar mil milhões de peças de plástico problemático das prateleiras dos supermercados substituindo-as por alternativas em cartão ondulado”.

A DS Smith é um fornecedor líder global de packaging sustentável à base de fibra de papel, com operações de reciclagem e produção de papel. Com sede em Londres e membro do índice FTSE 100, a DS Smith opera em 34 países e emprega cerca de 30 mil pessoas.

Relacionadas

DS Smith retira 170 milhões de peças de plástico do ambiente com novas soluções

A DS Smith criou mais de mil soluções de embalagens totalmente recicláveis à base de fibra para centenas de produtos.
Recomendadas

Sindicatos atentos ao fundo pensões do BCP

Os Sindicatos Verticais da Banca asseguram aos associados do BCP que tudo farão “na defesa dos seus interesses no Fundo de Pensões do banco”.

BCE vigia 31 bancos por riscos associados à subida das taxas de juro

Banco Central Europeu lançou uma revisão dos riscos de taxa de juro e spread de crédito para avaliar a exposição dos bancos. Numa primeira fase irá monitorizar 31 instituições financeiras

CP transportou 70 milhões de passageiros e supera valores de 2019 no primeiro semestre de 2022

A CP – Comboios de Portugal registou, no primeiro semestre de 2022, um aumento da procura de 77,5%, quando comparado com o período homólogo de 2021, o que se traduz em cerca de 70 milhões de passageiros transportados.
Comentários