DuPont vai cortar 1.700 empregos

A empresa de produtos químicos norte-americana DuPont anunciou o despedimento de 1700 trabalhadores no âmbito do plano de reestruturação que antecede a sua fusão com a concorrente Dow Chemical.


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A empresa de produtos químicos norte-americana DuPont anunciou o despedimento de 1700 trabalhadores no âmbito do plano de reestruturação que antecede a sua fusão com a concorrente Dow Chemical.

A redução do número de efetivos, que será concretizada nos primeiros meses de 2016, afetará um em cada quatro trabalhadores da empresa no estado onde está sediada, o Delaware, noticia a agência Reuters.

Porém, segundo a imprensa local, a empresa que não tem intenção de fechar nenhum dos seus centros industriais na região.

A química anunciou em 11 de dezembro um plano de reestruturação com o qual espera poupar 700 milhões de dólares por ano.

A DuPont, que emprega 63.000 pessoas no mundo, vai fundir-se com a Dow Chemical, dando origem a um gigante do setor químico com vendas na casa dos 100 mil milhões de dólares anuais.

OJE

Recomendadas

Restaurantes da AHRESP vão assegurar alimentação dos peregrinos da Jornada Mundial da Juventude

A AHRESP vai apoiar a Fundação na “definição das regras de funcionamento da rede de restaurantes e similares que irão assegurar o fornecimento de refeições para os participantes da Jornada Mundial da Juventude e contactar restaurantes e similares para promover a sua adesão à rede, bem como promover o uso do Guia de Boas Práticas da Restauração e Bebidas junto da rede”, lê-se no comunicado.  

Complemento excecional a pensionistas: SNQTB remeteu nova carta ao Primeiro-Ministro

Depois do OE2023 ter sido aprovado o Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários diz que “o Partido Socialista mantém a injustiça em relação aos bancários reformados que foram indevidamente excluídos da atribuição do complemento excecional a pensionistas”.

PremiumRede 5G, um ano e quatro mil antenas depois

Portugal arrancou com a tecnologia de quinta geração a 26 de novembro. NOS, a primeira a lançar, revela que conta com 3.200 estações instaladas.