“É inaceitável taxar produtos alimentares a 23% como se fossem bens de luxo”, crítica presidente do Conselho Estratégico da Economia do Mar

Estudo da Deloitte determina que a mexida da taxa de IVA de 23% para 6% em alguns produtos pode representar uma poupança anual de 70 milhões de euros para os portugueses. Manuel Tarré, presidente do Conselho Estratégico da Economia do Mar da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), é o convidado desta “Fast Talk”.

Em contraponto com a eliminação do IVA em alguns produtos essenciais, como aconteceu em Espanha, duas associações do sector (ALIF – Associação da Indústria pelo Frio e Comércio de Produtos Alimentares e a ANCIPA – Associação Nacional dos Comerciantes e Industriais de Produtos Alimentares) propõem medidas alternativas que resultam de um estudo da Deloitte e que podem proporcionar uma poupança anual de 70 milhões de euros para o consumidor final assim como maior justiça social.

Manuel Tarré, que presidente atualmente ao Conselho Estratégico da Economia do Mar da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), é o convidado desta “Fast Talk” da plataforma multimédia JE TV.

Recomendadas

Meta testa mundos virtuais fechados 

The Big Ones destaca semanalmente as inovações e movimentos estratégicos das empresas que lideram a nova economia.

Docapesca e sindicatos acordam aumentos salariais entre 2% e 8,7%

A Docapesca e os sindicatos representativos dos trabalhadores acordaram hoje aumentos salariais entre 2% e 8,7%, que fixam o salário mínimo em 800 euros, com efeitos retroativos a janeiro, anunciou o Governo.

IGCP quer alargar rede de distribuidores dos certificados de aforro para contornar desinteresse da banca

O presidente do IGCP sublinhou na COF o interesse em alargar a rede de distribuidores, de forma a contornar também, o que disse ser, o desinteresse da banca.
Comentários