E se Donald Trump fosse gozado por vários líderes mundiais na reunião da Nato?

Um vídeo que circula nas redes sociais sugere que vários líderes mundiais estão a falar de Donald Trump e a sua participação na cimeira da NATO no Reino Unido.

Nato press| Twitter

Vários líderes mundiais gozaram com Donald Trump durante a reunião da NATO? Um vídeo que circula nas redes sociais com muitas partilhas sugere que sim.

Neste vídeo surgem Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá, Emmanuel Macron, presidente francês, Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, e Mark Rutte, primeiro-ministro holandês, a conferenciar sobre Donald Trump, com um tom que parece de gozo, segundo se observa no vídeo em circulação, e noticiado pelo Guardian.

O encontro informal entre os quatro líderes mundiais, onde também estava a princesa Ana de Inglaterra, aconteceu na terça-feira, 3 de dezembro, depois da discussão de Macron e Donald Trump na conferência de imprensa na reunião da Nato, que se realiza em Londres.

A pequena reunião entre os líderes mundiais aconteceu no Palácio de Buckingham, sendo que Boris Johnson questiona Macron sobre a razão do atraso do presidente francês ao encontro.

Justin Trudeau, que se encontra de frente para a câmara, tomou a deixa do primeiro-ministro britânico e explicou que “ele [Macron] estava atrasado porque ele quer uma conferência de imprensa de 40 minutos”.

Apesar do nome de Trump nunca ser referido no vídeo, o The Guardian calcula que se trata do presidente norte-americano, conhecido por alongar as declarações dos jornalistas.

Trudeau tenta continuar, mas é interrompido por Emmanuel Macron que fala para o grupo, onde se encontra a segunda filha da Rainha Isabel II, embora não se consiga perceber o que este diz por estar de costas para a câmara que capta a conversa.

Possivelmente mencionando o facto de Trump ter falado à imprensa por um período superior a 50 minutos, que não se encontrava no plano, o primeiro-ministro canadiano refere que “podia ver-se o queixo da equipa dele a cair ao chão”.

Originalmente o vídeo foi publicado pela Sputnik News, uma agência noticiosa criada pela agência de notícias estatal russa Rossiya Sedodnya. Assim, apesar de no Twitter o vídeo aparecer com alguns cortes, existe uma versão mais longa publicada na página de Facebook da Sputnik, onde mostra que os convidados têm mais interações no encontro informal de líderes.

A jornalista do ‘The Guardian’, Hannah Jane Parkinson, partilhou o vídeo nas suas redes sociais e os comentários multiplicaram-se, referindo que apenas Emmanuel Macron sabe o conceito de ‘mexericos’, uma vez que é o único que é inaudível. Nos mesmos comentários, Boris Johnson é apelidado de “melhor amigo de Trump” e caracterizado como tendo uma “face dupla”, tanto por o apoiar como por no momento a seguir o criticar ou falar mal deste. Um utilizador garante que “[Boris] Johnson é tão perigoso como Trump”.

Recomendadas

Ucrânia. EUA anunciam novo pacote de 627,3 milhões de euros em ajuda militar a Kiev

O presidente norte-americano, Joe Biden, informou hoje o seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky, da concessão de um novo pacote de ajuda militar de 625 milhões de dólares (627,3 milhões de euros).

Governo acompanha caso de portuguesa encontrada morta em França

O Ministério dos Negócios Estrangeiros português anunciou hoje que os consulados gerais de Estrasburgo e do Luxemburgo estão a acompanhar “com especial atenção” o caso de uma portuguesa encontrada morta em França.

Japão, EUA e NATO condenam disparo de míssil norte-coreano

Estados Unidos, Japão e NATO condenaram hoje o disparo pela Coreia do Norte de um míssil balístico sobre o Japão, comprometendo-se a coordenar uma resposta multilateral à provocação do regime do presidente Kim Jong-un.
Comentários