easyJet celebra Natal com maior espetáculo de luzes num avião

A companhia aérea salienta que mais de 3,75 milhões de passageiros irão voar com a easyJet para se encontrarem com os seus familiares neste Natal, entre 17 de dezembro e 4 de janeiro, o que, a confirmar-se, constituirá um novo recorde da empresa.

A companhia aérea ‘low cost’ easyJet decidiu celebrar a época natalícia com o maior espetáculo do mundo de luzes num avião.

“Centenas de pessoas no aeroporto de Luton [Londres], tiveram uma magnífica surpresa, ao presenciarem o primeiro espetáculo de luzes de Natal do mundo, num avião de 36 metros. O espetáculo de luzes de Natal está inserido nas celebrações do 80º aniversário do aeroporto”, destaca um comunicado da companhia.

A easyJet explica que “foram utilizadas mais de 850.000 sequências de luzes e 1.5 quilómetros de lâmpadas LED num avião A320 da easyJet”.

“A equipa responsável pela decoração incluía 10 artistas especializados em efeitos especiais, e os ‘designers’ de iluminação trabalharam durante quatro semanas para projetar e criar o espetáculo de luzes”, adianta um comunicado da easyJet.

A companhia aérea salienta que mais de 3,75 milhões de passageiros irão voar com a easyJet para se encontrarem com os seus familiares neste Natal, entre 17 de dezembro e 4 de janeiro, o que, a confirmar-se, constituirá um novo recorde da empresa.

“A companhia aérea espera que o dia mais movimentado da quadra natalícia aconteça no dia 23 de dezembro, com mais de 250.000 passageiros a viajar em mais de 1.700 voos”, revela o mesmo comunicado, assinalando que Berlim, Amesterdão, Londres, Barcelona e Genebra são os destinos mais populares neste Natal.

José Lopes, diretor da easyJet Portugal, revela que “o período de Natal sempre foi um dos períodos mais movimentados do ano para os nossos clientes e, este ano, não será exceção”.

“O dia 23 de Dezembro está a registar níveis de procura históricos e, como tal, iremos fazer os possíveis para tornar as viagens de Natal dos nossos clientes mais fáceis e o mais acessíveis possível”, garante este responsável.

Recorde-se que o aeroporto de Luton é o principal aeroporto da easyJet, que reclama ser a companhia aérea líder da Europa, “onde esta teve um papel primordial de maneira a levar a alegria do Natal a diversos funcionários do aeroporto, que estiveram envolvidos na remodelação de três anos do aeroporto, aumentando assim, a capacidade anual do mesmo para 18 milhões de passageiros, até 2020”.

“O projeto de remodelação do aeroporto de 160 milhões de libras [cerca de 178 milhões de euros ao câmbio atual], irá representar um bilião de libras [cerca de 1.112 milhões de euros] para economia do Reino Unido e mais 10.000 postos de trabalho, até 2030″, salienta a easyJet.

Por seu turno, Tina Milton, diretora de serviços de cabina da easyJet, comentou que “a maioria das pessoas que trabalham num escritório, participam na decoração de Natal”.

“Por esse motivo, estabelecemos o desafio para a equipa de terra criar o maior espetáculo de luzes num avião. Tivemos o prazer de trabalhar com o aeroporto de Londres Luton, de forma a ajudar a criar uma conexão festiva entre a nossa equipa e a comunidade local em Luton”, refere a responsável.

 

Recomendadas

EDP: “A Europa teve sorte este inverno, não vai haver problemas de abastecimento”

“Europa já está livre da dependência do gás da Rússia”, disse hoje Joana Freitas da EDP Produção.

Durão Barroso diz que “desglobalização” afetará empresas portuguesas

“À incerteza em torno do desenlace da guerra na Ucrânia soma-se o processo de desglobalização, fragmentação e polarização  do mundo que significará obstáculos crescentes ao comércio e a formação de dois blocos comerciais”, disse Durão Barroso no almoço promovido pela Crédito y Caución, referindo-se aos EUA e a UE, por um lado, e à China e à Rússia, por outro.

Sobrevivência de 10% das empresas ameaçada pela morosidade, diz Crédito y Caución

O impacto da morosidade intensificou-se em Portugal, com 74% das empresas nacionais (mais oito pontos percentuais que no ano passado) a sofrerem o impacto negativo na sua conta de resultados.
Comentários