Easyjet vai despedir 30% dos seus trabalhadores

A empresa pretende assim despedir 4.500 trabalhadores. A companhia aérea britânica emprega mais de 15 mil pessoas em oito países da Europa.

A companhia aérea britânica easyJet vai despedir 30% dos seus trabalhadores, o equivalente 4.500 empregos, bem como a diminuição da sua frota de aeronaves devido à crise que se instalou no setor provocada pela pandemia do coronavírus, conta a agência “Reuters” esta quinta-feira, 28 de maio.

A easyJet emprega mais de 15 mil pessoas em oito países da Europa vai fazer cortes mais profundos do que as suas rivais low-cost, como a Ryanair que já anunciou a saída de 15% da sua equipa e a Wizz que vai reduzir a sua força de trabalho em 19%.

“Queremos garantir que emergimos da pandemia com um negócio ainda mais competitivo do que antes, para que a easyJet possa prosperar no futuro”, referiu em comunicado Johan Lundgren, presidente executivo da companhia aérea.

A Ryanair, a British Airways e a Virgin Atlantic anunciaram no último mês 18 mil cortes de postos de trabalho entre as três companhias aéreas. A easyJet vai regressar aos céus com algumas rotas a partir de 15 de junho, enfrenta também uma luta na sua estrutura acionista.

Na última sexta-feira o principal acionista da companhia aérea, Stelios Haji-Ioannou, pediu as demissões do administrador financeiro, Andrew Findlay, Johan Lundgren e do presidente John Barton. Em  causa estava um contrato multimilionário com a Airbus.

Contudo, em assembleia geral a maioria dos acionistas votou a favor da manutenção dos três gestores, mas no dia de ontem Andrew Findlay revelou que vai abandonar a companhia em maio de 2021.

A EasyJet espera reduzir a sua frota de aeronaves para cerca de 302 aviões, menos 51 do que tinha previsto para o final de 2021 antes da pandemia da Covid-19.

Recomendadas

Mobilidade Sustentável: conheça a aposta da Schindler

Com a missão de ser cada vez mais sustentável, a Schindler estabeleceu para o ano de 2030 uma redução de 50% nas emissões de gases com efeito de estufa das suas atividades, com base nos dados de 2020.

Receitas das estações de serviço na Ibéria cresceram 29% em 2021 devido à subida dos preços

De acordo com a análise que a Informa D&B realizou a este setor, em 2021 o mercado ibérico registou um aumento significativo de 10,6% face a 2020 no volume das vendas de gasolina e gasóleo, que corresponde a 38,30 milhões de toneladas de combustível.

Dona da Betano celebra primeiro ano da TechHub de Lisboa com reforço das equipas

O Tech Hub da Kaizen Gaming em Lisboa já emprega trinta pessoas e o objetivo passa por continuar a crescer no mercado português. Nesse sentido, serão abertas vagas para diversas funções.
Comentários