Economia brasileira recua em outubro

A economia brasileira voltou a registar uma retração, com um recuo de 0,26% em outubro em relação a setembro, segundo dados divulgados pelo Banco Central brasileiro. Em relação a outubro de 2013, o recuo foi ainda maior (-0,87%), enquanto no acumulado do ano, de janeiro a outubro, o indicador aponta um crescimento perto da estagnação […]

A economia brasileira voltou a registar uma retração, com um recuo de 0,26% em outubro em relação a setembro, segundo dados divulgados pelo Banco Central brasileiro.

Em relação a outubro de 2013, o recuo foi ainda maior (-0,87%), enquanto no acumulado do ano, de janeiro a outubro, o indicador aponta um crescimento perto da estagnação de 0,26 por cento.

O índice, conhecido como IBC-Br, é calculado pelo Banco Central com base nos índices dos três principais setores da economia – indústria, agropecuária e serviços – e é visto como prenúncio do Produto Interno Bruto (PIB), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O PIB brasileiro chegou a registar recuos nos dois primeiros trimestres do ano – de 0,2% e 0,6%, respectivamente, apontando para uma leve recuperação a partir do terceiro (0,1%).

A previsão oficial para o crescimento da economia brasileira este ano é de 0,7%, segundo o último relatório trimestral de inflação, lançado em setembro pelo Banco Central. No início do ano, a expetativa era de 2%.

 

OJE/Lusa

Recomendadas

Sondagem: Lula já tem 46% das intenções de voto. Bolsonaro estável nos 35%

Lula da Silva continua a ser o candidato mais popular, na corrida à Presidência brasileira. Tem agora 46% das intenções de voto, estando 11 pontos acima de Jair Bolsonaro.

Ucrânia: Mais de 680 detidos em protestos na Rússia contra mobilização

“Às 18:51 em Moscovo (16:51 em Lisboa) já tinham sido detidas 689 pessoas em 30 cidades”, informou a organização OVD-Info.

Olaf Scholz está na Arábia Saudita de olho na crise energética

Olaf Scholz quer aprofundar os laços entre a Alemanha e a Arábia Saudita, numa altura em que a Europa enfrenta uma crise energética e que o inverno está à porta.