Economia cabo-verdiana cresce 6,7% no terceiro trimestre

A evolução do Produto Interno Bruto de Cabo Verde resultou do maior contributo das despesas do consumo final e das exportações.

O Produto Interno Bruto (PIB) de Cabo Verde registou em termos homólogos, no terceiro trimestre deste ano, um aumento de 6,7% em volume, uma evolução resultou do maior contributo das despesas do consumo final e das exportações.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE) cabo-verdiano, do lado da oferta, o Valor Acrescentado Bruto (VAB), a preços de base, apresentou uma evolução homóloga positiva de 7,5%, destacando para o efeito as atividades dos transportes aéreos e construção.

Os impostos líquidos de subsídios apresentaram uma evolução homóloga de 2,1%, assinala também o INE.

De acordo relatório divulgado esta sexta-feira, no terceiro trimestre de 2019, além do PIB ter registado uma variação homóloga de 6,7%, em termos reais, apresentou também uma taxa superior em 0,5 pontos percentuais (p.p.) à verificada no segundo trimestre do mesmo ano.

O consumo final teve uma variação homóloga positiva de 7,7%, no terceiro trimestre de 2019 (-1,1% no trimestre anterior).

O consumo privado aumentou 7,7%, em termos reais, no terceiro trimestre deste ano (2,9% no trimestre anterior), enquanto o consumo público apresentou uma taxa de variação homóloga positiva de 7,7%, o que traduziu numa aceleração, face à variação negativa de 14,2%, registada no trimestre anterior.

O investimento registou uma variação homóloga negativa de 4,7%, em volume, no 3o trimestre de 2019 (0,3% no trimestre anterior).

Já as exportações e importações aumentaram 11,6% e 3,9%, respetivamente, em volume, sendo que as exportações de bens e serviços assinalaram no segundo trimestre uma variação homóloga de 11,6% (8,5% no trimestre anterior) e as importações das mesmas variações, em termos homólogos, aumentaram 3,9%, no terceiro trimestre.

O VAB a preços de base verificou no terceiro trimestre, uma evolução homóloga positiva de 7,5%, em termos reais, aumentando 1,4 p.p., em relação ao trimestre anterior, enquanto, no ramo da agricultura, diminui 5,7 %, no terceiro trimestre de 2019, contribuindo negativamente em 0,2 p.p., para a variação total do crescimento do PIB.

No ramo da indústria transformadora, o VAB registou um aumento de 9,9% (7,7% no segundo trimestre de 2019), contribuindo com 0,4 p.p. para a variação total do crescimento do PIB.

Na construção verificou-se um aumento de 14,9%, no terceiro trimestre de 2019, tendo uma contribuição de 1,8 p.p., na variação total do crescimento do PIB.

Comparativamente ao mesmo trimestre de 2018, o VAB do ramo de comércio apresentou, no terceiro trimestre de 2019, uma variação homóloga de 5,1 % em volume (10,0% no trimestre anterior), traduzindo-se num contributo para a variação homóloga do PIB em 0,3 p.p..

Por sua vez, os impostos líquidos de subsídios sobre os produtos, em termos reais, apresentaram um crescimento homólogo de 2,1% no terceiro trimestre, contribuindo em 0,3 p.p. para a variação total do crescimento do PIB.

O crescimento acumulado dos três primeiros trimestres de 2019 ficou-se a dever, essencialmente, às atividades da eletricidade e água, construção, comercio, transporte, serviços financeiros e seguros, administração pública.

Recomendadas

Cabo Verde vai alargar pensão social a três mil idosos sem rendimentos

Atualmente, o regime de pensão social em Cabo Verde, no valor de 6.000 escudos mensais (55 euros), abrange 22.680 pensionistas, representando um encargo total anual para o Estado de quase 1.633 milhões de escudos (14,7 milhões de euros).

Cabo Verde. Governo prepara Orçamento a prever crescimento até 5% em 2023

“O ano 2023 vai ser ainda mais desafiante, além de ser muito incerto. Não obstante, temos de criar as condições que possam garantir que a economia cresça entre 4 a 5%, e continuarmos a proteger os rendimentos das famílias, proteger as empresas e os empregos”, disse Olavo Correia, que é também ministro das Finanças, antecipando a reunião do Conselho de Concertação Social, hoje, em que vai apresentar e debater a proposta de Orçamento do Estado de 2023.

CPLP e comunidade da África Central negoceiam cooperação política e de formação em português

A Comunidade Económica dos Estados da África Central e a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) discutiram hoje formas de cooperação no domínio político, desenvolvimento da língua portuguesa e comissões de observação eleitoral, referiram responsáveis das organizações.
Comentários