O que acontece se não conseguir pagar o seguro?

O prémio do seguro deve ser pago na data em que o contrato foi celebrado. Os riscos não ficam cobertos enquanto não for pago o prémio, além de outras consequências.

O prémio do seguro é o respetivo preço, incluindo os custos da cobertura do risco, de aquisição e gestão do contrato e de cobrança, além dos encargos relativos à emissão da apólice. A esse prémio acrescem impostos e taxas.

Quando é que tem de ser pago?

Na data em que se celebra o contrato, exceto se for acordada outra data. Caso o prémio inicial não seja pago na totalidade, as prestações seguintes devem ser pagas nas datas estabelecidas no contrato.

O mesmo se aplica aos prémios anuais seguintes e às respetivas prestações.

Quais são as consequências do não pagamento?

Na maioria dos casos, os riscos não ficam cobertos enquanto não for pago o prémio. Quando o prémio inicial, ou a sua primeira prestação, não é pago na data devida, o contrato cessa automaticamente. Nessa situação, considera-se que o contrato terminou logo na data em que foi celebrado.

Quando os prémios anuais seguintes, ou a sua primeira prestação, não são pagos na data devida, o contrato não é prorrogado.

Recomendadas

Montepio vende Finibanco Angola a grupo da Nigéria

O Acess Bank é uma entidade detida a 100% pela Access Holdings Plc (Access Corporation), um banco comercial que opera através de uma rede de mais de 700 balcões e pontos de atendimento, abrangendo 3 continentes, 17 mercados e 45 milhões de clientes, segundo o Montepio. Valor não foi divulgado.

Lucros do Banco de Fomento sobem 135% para 22,9 milhões de euros em 2021

“Este aumento explica-se, essencialmente, pelo crescimento do produto bancário que passou de 31,89 milhões de euros, em 2020 para 44,69 milhões de euros no ano em análise”, ou seja, subiu 40%.

Produção das seguradoras cresceu 38% para 12,4 mil milhões em 2021

A entidade liderada por Margarida Corrêa de Aguiar anunciou que a produção global de seguro direto das empresas de seguros revelou uma recuperação de 38% durante o exercício de 2021, para 12,4 mil milhões de euros, invertendo a tendência negativa a que se assistiu nos dois anos anteriores.
Comentários