EDP distinguida como uma das melhores empresas para trabalhar em nove países

Esta é a quinta vez que a empresa se posiciona como Top Employer na Europa e em Portugal, a EDP foi igualmente reconhecida com o selo Top Employer pelo terceiro ano.

O Top Employer Institute voltou a distinguir a EDP e a EDP Renováveis “pelas suas boas práticas na gestão de pessoas a nível global”, conforme anunciou a empresa de Energia.

“No caso da EDP Renováveis, este reconhecimento resulta de certificações individuais em nove países onde a empresa opera: Portugal, Espanha, França, Itália, Polónia, Roménia, Brasil, e, pela primeira vez, Grécia e Colômbia”, informa a empresa.

Esta é a quinta vez que a empresa se posiciona como Top Employer na Europa e em Portugal, a EDP foi igualmente reconhecida com o selo Top Employer pelo terceiro ano.

A EDP diz que desta forma “consolida assim o seu posicionamento global como empregador de primeira escolha (‘employer of first choice’) e a sua aposta numa experiência de trabalho inclusiva e atrativa, que coloca as pessoas no centro da sua estratégia”.

O TOP Employer Institute conta com mais de 30 anos de experiência e já certificou 1.800 organizações em todo o mundo e é considerado “uma referência global no reconhecimento das melhores práticas na gestão de pessoas”.

A empresa de energia “promoveu diversas iniciativas e ferramentas que promovem essa valorização e melhoria contínua na experiência de trabalho das suas equipas, através de um propósito e competências humanas globais, de uma nova experiência de aprendizagem e desenvolvimento”.

Recomendadas

Premium“Vamos continuar a trabalhar as duas marcas em separado”

Neves e Almeida e CEGOC vão trabalhar em autonomia e com equipas de gestão próprias, mantendo a identidade de cada marca.

Moçambique/Ataques: TotalEnergies pede avaliação a especialista humanitário

A petrolífera quer saber se há condições para retomar o projeto de exploração de gás que estava a construir na região.

CP alerta para perturbações na circulação entre 8 e 17 de fevereiro devido a greves

A empresa indicou também que a informação será atualização, caso venham a ser definidos serviços mínimos pelo Tribunal Arbitral.
Comentários