EDP emite 500 milhões de dólares de ‘green bonds’ a 5 anos

Esta emissão destina-se ao financiamento (ou refinanciamento) do portfólio de projetos renováveis elegíveis da EDP, anuncia a empresa.

A EDP anunciou uma emissão de dívida verde (‘green bond’) no montante de 500 milhões de dólares (508,85 milhões de euros) com um prazo de cinco anos.

“A EDP Finance BV fixou hoje [segunda-feira] o preço de uma emissão de valores mobiliários representativos de dívida no montante de 500 milhões de dólares com vencimento em outubro de 2027 e cupão de 6,3%”, revela a empresa em comunicado.

Estas ‘notes’ serão emitidas ao abrigo do programa de emissão de títulos de dívida da EDP, designado de Programme for the Issuance of Debt Instruments (Medium Term Notes). Este é um programa da EDP – Energias e da EDP Finance BV.

Será solicitada a admissão à negociação na Euronext Dublin dos títulos de dívida emitidos.

Esta emissão destina-se ao financiamento (ou refinanciamento), no todo ou em parte, do portfólio de projetos ‘green’ elegíveis da EDP, que consiste em projetos renováveis tal como definido no Green Finance Framework da EDP, anuncia a empresa.

Nesta transação atuaram como ‘joint-bookrunners’ o BBVA Securities Inc; o Bank of America (BofA) Securities; o Credit Agricole Securities (USA); o Deutsche Bank Securities Inc; o Goldman Sachs Bank Europe SE; o Mediobanca – Banca di Credito Finanziario SpA; o Morgan Stanley & Co; o Santander Investment Securities; o SMBC Nikko Securities America e Société Générale.

Recomendadas

Black Friday faz volume de pagamentos com Ifthenpay aumentar 18% em novembro

A Ifthenpay, empresa portuguesa especializada e líder de mercado em pagamentos digitais para empresas, anunciou que registou um crescimento de mais 18% ao longo do mês de novembro na movimentação financeira através dos seus pagamentos digitais (+95,5 milhões de euros), e por comparação com período homólogo do ano anterior.

BPI distribui presentes de Natal a crianças no país

A edição de 2022 deverá mobilizar milhares de pessoas – entre trabalhadores sociais, voluntários, colaboradores e clientes do banco – para realizar os desejos de crianças apoiadas por instituições sociais que lutam contra a pobreza infantil em todo o país.

Exigir participação de mulheres em conferências é o novo grito pela igualdade

O BNP Paribas Portugal assumiu o compromisso de garantir 40% de mulheres no Comité Executivo do Banco e no G100 até 2025 e de não participar em conferências em cujos painéis não estejam mulheres. Acordo com movimento francês Jamais Sans Elles foi oficializado no dia 10 de novembro.
Comentários