EDP leva carteira com 45 milhões de euros para startups que se destaquem na Web Summit

Os empreendedores interessados em receber investimento têm 1 minuto para apresentarem as ideias no Elevator Pitch. O CEO da energética, António Mexia, irá discursar na terça-feira no palco Planet Tech.

A terceira presença da EDP – Energias de Portugal na Web Summit vem com um brinde monetário para os empreendedores que possam acrescentar valor aos negócios do grupo: 45 milhões de euros disponíveis para investir em ideias inovadoras. Os empreendedores interessados em receber investimento têm 1 minuto para apresentarem as ideias no Elevator Pitch. O CEO da energética, António Mexia, irá discursar na terça-feira no palco Planet Tech.

Para se habilitarem a investimento da empresa – que opera no ecossistema empreendedor através do programa EDP Starter e do fundo de capital de risco EDP Ventures –, as startups interessadas têm de dirigir-se ao Elevator Pitch (“Discurso de Elevador”), no Pavilhão 2, e apresentar a sua ideia a um responsável da EDP em apenas um minuto.

Desde 2016 a EDP já ouviu cerca de 400 pitches nesta cimeira tecnológica, escolheu cerca de uma centena de startups para reuniões ou lançamento de projetos-piloto e investiu em três. Na edição deste ano, as 13 startups que foram selecionadas pela energética para ter um expositor disponível durante os três dias foram: Glartek (Portugal), Jungle (Portugal), Loqr (Portugal) EGG (Portugal), Delfos (Brasil), 4Vants (Brasil), Carto (Espanha), DotGis (Espanha), ESave (Espanha), 4Securitas (Irlanda), Samawatt (Suíça), Ecolibrium (Índia) e Ezzing (Espanha).

“Há 10 anos que reconhecemos na EDP que as grandes companhias já não conseguem descobrir o futuro sozinhas. Desde então que nos posicionamos como uma empresa que defende o espírito de partilha e pratica a inovação aberta, com parceiros de negócio que nos ajudam a enfrentar os desafios num setor em plena revolução. A Web Summit é o momento ideal para, em apenas três dias, conhecermos dezenas de startups com quem podemos vir a trabalhar e investir”, afirma António Mexia, CEO da EDP.

Relacionadas

Web Summit: guia de sobrevivência em cinco passos

Lisboa recebe a partir de hoje, pela terceira vez, aquela que é considerada a maior cimeira de tecnologia da Europa. Para aproveitar o evento ao máximo e evitar percalços e atrasos, é preciso planear bem alguns aspetos logísticos da visita.

Já há Metro em Lisboa mas persistem alguns ‘obstáculos’ para chegar à Web Summit

A circulação rodoviária junto do recinto durante o evento estará condicionada e, nalguns casos, cortada. Com a desconvocação das greves parciais do metro, os transportes públicos poderão ser uma alternativa válida para se deslocar à Web Summit.

Night Summit: Todas as festas, reuniões e ‘after hours networking’ em Lisboa

Não há escassez de eventos noturnos depois das conferências na maior cimeira de tecnologia e inovação, a Web Summit. Conheça o programa do Night Summit e desfrute das melhores festas, encontros e eventos musicais que acontecem durante a semana.

Web Summit começa hoje com discurso do inventor da ‘web’

Pelas 17:00, abrem as portas daquela que é a terceira edição da Web Summit em Lisboa e, para dar as boas-vindas aos mais de 70 mil participantes esperados, a organização promove no exterior, antes das intervenções da cerimónia de abertura, um “Opening Night Festival”, para os primeiros contactos.
Recomendadas

Disney lança serviço de subscrição com publicidade a mais de 100 marcas

Os assinantes da Disney+ nos Estados Unidos têm, a partir desta quinta-feira, uma opção de televisão com anúncios entre os filmes e as séries.

Aeroporto de Lisboa. “Senhores políticos, simplesmente deixem que as obras avancem”, pede líder da APAVT

Pedro Costa Pereira, presidente da Associação Portuguesa da Agências de Viagens e Turismo deixou o apelo na abertura do congresso. “Não evitarão a vergonha, que se colou a todos os que contribuíram para a atual situação, mas pelo menos mitigarão as consequências deste processo tão trágico como ridículo”, afirmou.

Turismo. Programa Apoiar será reforçado com 70 milhões de euros a partir de 1 janeiro

A informação foi anunciada pelo novo secretário de Estado do Turismo, Nuno Fazenda, durante o 47.º Congresso da APAVT, no qual deu ainda conta de uma linha de 30 milhões de euros para dar resposta às microempresas para se financiarem no Turismo de Portugal.
Comentários