EDP Renováveis ajuda PSI a fechar no verde em linha com a Europa

“As bolsas europeias encerraram em alta, no dia em a sinalização de que a atividade na zona euro terá abrandado surpreendentemente o ritmo de contração em novembro, quando era esperado um agravamento, contrastou com um agravamento nos EUA”, refere o analista de mercados do Millennium BCP.

O PSI fechou em alta de 0,41% para 5.870,77 pontos, ajudado pela subida das ações da EDP Renováveis de 2,21% para 22,70 euros. A Altri avançou 2,34% para 5,67 euros e a Navigator subiu 1,22% para 3,82 euros. Estes são os destaques entre os oito títulos do índice que fecharam no verde.

Pela negativa, o destaque vai para os CTT que recuaram 1,08% para 3,21 euros, liderando as sete cotadas que fecharam em queda.

A Greenvolt perdeu 0,61% para 8,18 euros e o BCP também fechou em terreno negativo de 0,33% para 0,1525 euros.

Na Europa só a praça de Milão fechou em queda. O verde dominou nas principais praças europeias. O EuroStoxx 50 subiu 0,42% para 46,44 euros e o Stoxx 600 avançou 0,67%.

O FTSE 100 de Londres subiu 0,17% para 7.465,24 pontos; o CAC 40 valorizou 0,32% para 6.679 pontos; o DAX avançou 0,04% para 14.427,6 pontos e o IBEX valorizou 0,07% para 8.331,2 pontos. Só o FTSE MIB fechou em queda de 0,04% para 24.581,1 pontos.

Os preços do petróleo estão em queda, com o Brent a recuar 4,28% para 84,58 dólares o barril.

“As bolsas europeias encerraram em alta, no dia em a sinalização de que a atividade na zona euro terá abrandado surpreendentemente o ritmo de contração em novembro, quando era esperado um agravamento, contrastou com um agravamento nos EUA”, refere o analista de mercados do Millennium BCP, Ramiro Loureiro.

“Os ganhos foram transversais à grande maioria dos sectores, com o Automóvel entre as principais exceções, onde a Volkswagen perdeu quase 2% após ter revelado que chegou a acordo com o sindicato para o aumento de salários e um pagamento de compensação devido à elevada inflação”, destaca o analista da MTrader.

“Apesar da queda dos preços do petróleo na ordem dos 4%, o sector energético conseguiu encerrar com saldo positivo. Isto depois da indicação de que a União Europeia considera impor um limite de preço para a negociação do barril de petróleo, entre os 65 dólares e os 70 dólares”, conclui Ramiro Loureiro.

A nível macroeconómico, o Bundesbank, banco central alemão, disse hoje que considera que a dimensão da recessão da economia alemã no quarto trimestre deste ano e no primeiro trimestre de 2023 é “incerta”.

Na zona euro, os valores preliminares apontam para um abrandamento surpreendente do ritmo de contração da atividade industrial, em novembro, com a leitura composta do índice PMI a registar uma leitura de 47,8 acima do esperado e dos 47,3 registados no mês anterior. Os dados sugerem que o ritmo de contração do PIB da zona euro estabilizou e que a inflação  não tem acelerado, o que poderá levar o BCE a abrandar o ritmo da subida das taxas de juro. A versão de que os juros sobem 50 pontos base em dezembro ganha assim mais força.

A Alemanha surge como a economia em maior contração, devido ao impacto da crise energética.

O euro sobe 0,64% para 1,0370 dólares.

O mercado de dívida soberana revela que a dívida alemã a 10 anos recua 4,86 pontos base para 1,93%. Portugal tem os juros a caírem 7,48 pontos base; e Espanha com juros a recuarem 7,92 pontos base para 2,89%. Itália tem os juros da dívida pública a descerem 10,53 pontos base para 3,80%.

Recomendadas

Euro regista ligeira valorização e segue acima de 1,05 dólares

Lisboa, 02 dez 2022 (Lusa) – O euro subiu hoje ligeiramente e mantinha-se a negociar acima de 1,05 dólares, após a divulgação de números melhores do que o previsto sobre a criação de emprego nos Estados Unidos.

Bolsa de Lisboa encerra sessão a perder mais de 1%

Entre as cotadas que mais perdem está a Semapa a recuar 7,67%para 13,72 euros, seguida da Altri a perder 4,44%

Wall Street abre sessão em baixa com principais índices em queda

O Dow Jones começa o dia em Wall Street a perder o,86% para 34.097,52 pontos, o S&P 500 a ceder 0,92% para 4.038,89 pontos, e o tecnológico Nasdaq a cair 1,26% para 11.338,05 pontos.
Comentários