EDP Renováveis assegurou contrato de 20 anos para a venda de energia éolica na Grécia

A EDP Renováveis assegurou um CfD de longo prazo para 15 MW eólicos no leilão Grego de energia, anunciou a empresa. O projecto deverá entrar em operação até 2021.

A EDP Renováveis assegurou um Contract for Diference (CfD) de 20 anos, na sequência do leilão de energia Grego, para a venda de geração eólica produzida pelo parque Aerorrachi com 15 MW de capacidade, anunciou a empresa.

O projecto, localizado na região norte da Grécia, deverá entrar em operação até 2021.

Este é o segundo contrato naquele país. A 4 de Julho de 2018, a EDPR anunciou a entrada na Grécia com a atribuição de um CfD de 20 anos para o parque eólico Livadi de 45 MW.

“Com este novo contrato, a EDPR reforça a sua presença num novo mercado com um desenvolvimento sustentável do seu recurso de energia renovável”, diz a empresa em comunicado.

A subsidiária da EDP considera que é “parte da sua estratégia de crescimento, a EDPR continuar a analisar oportunidades de crescimento, enquanto desenvolve projectos rentáveis focados em países com perfil de baixo risco e estabilidade regulatória”.

Em finanças, um contrato por diferença é um contrato entre duas partes, normalmente descrito como “comprador” e “vendedor” (broker) que estipula que o vendedor (broker) pagará ao comprador a diferença entre o valor atual de um ativo (mark to market) e seu valor no momento da contratação, se for superior, ou vice-versa, se o valor de mercado for inferior, numa base diária. É um produto financeiro derivado. Tem vantagens em termos de custos de intermediação face à compra das ações diretamente no mercado.

Recomendadas

Black Friday faz volume de pagamentos com Ifthenpay aumentar 18% em novembro

A Ifthenpay, empresa portuguesa especializada e líder de mercado em pagamentos digitais para empresas, anunciou que registou um crescimento de mais 18% ao longo do mês de novembro na movimentação financeira através dos seus pagamentos digitais (+95,5 milhões de euros), e por comparação com período homólogo do ano anterior.

BPI distribui presentes de Natal a crianças no país

A edição de 2022 deverá mobilizar milhares de pessoas – entre trabalhadores sociais, voluntários, colaboradores e clientes do banco – para realizar os desejos de crianças apoiadas por instituições sociais que lutam contra a pobreza infantil em todo o país.

Exigir participação de mulheres em conferências é o novo grito pela igualdade

O BNP Paribas Portugal assumiu o compromisso de garantir 40% de mulheres no Comité Executivo do Banco e no G100 até 2025 e de não participar em conferências em cujos painéis não estejam mulheres. Acordo com movimento francês Jamais Sans Elles foi oficializado no dia 10 de novembro.
Comentários