EDP Renováveis vende sete parques eólicos em Itália por 420 milhões

Com esta venda a EDPR já assegurou 3,1 mil milhões de euros de encaixes com rotação de ativos, que está inserida no contexto do programa de rotação de ativos de 8 mil milhões de euros para 2021-25 que foi anunciado no Capital Markets Day da EDPR em fevereiro de 2021.

A EDP Renováveis assinou um acordo de rotação de ativos de portfólio eólico operacional em Itália com 172 MW, revelou a empresa esta manhã em comunicado.  Esse acordo traduz-se na vende sete parques eólicos em Itália por 420 milhões de euros.

Em comunicado é referido que “a EDP Renováveis celebrou um Acordo de Compra e Venda com a ERG, S.p.A. ao abrigo do qual a EDPR vende à ERG uma participação acionista de 100% num portfólio eólico operacional com 172 MW localizado em Itália, por um Enterprise Value de, aproximadamente, 420 milhões de euros (a 31 de dezembro de 2021), que será ajustado com um custo financeiro até à data de conclusão da transação”. O valor (Enterprise Value) inclui a dívida.

A transação abrange sete parques eólicos operacionais com uma idade média de 2,8 anos, que beneficiam de um quadro remuneratório estável durante 20 anos.

A EDP ressalva que  a transação está sujeita a condições precedentes, regulatórias e outras, habituais para uma transação desta natureza.

Com esta venda a EDPR já assegurou 3,1 mil milhões de euros de encaixes com rotação de ativos, que está inserida no contexto do programa de rotação de ativos de 8 mil milhões de euros para 2021-25 que foi anunciado no Capital Markets Day da EDPR em fevereiro de 2021, “permitindo à EDPR acelerar a criação de valor e reciclar capital para reinvestir em crescimento rentável”.

Recomendadas

Grupo da transportadora aérea Sevenair aumenta receitas devido aos cursos de piloto

A Sevenair Academy viu o EBITDA fixar-se ligeiramente acima dos 2 milhões de euros no ano passado.

Sérgio Figueiredo contratado para consultor de Fernando Medina

O contrato estende-se por dois anos e Sérgio Figueiredo deverá receber um ordenado equiparado ao de um ministro.

SINTAC reúne com DGERT e ANA/VINCI para discutir serviços mínimos a assegurar agosto

Em causa estão ainda outras medidas defendidas pelo sindicato, desde o aumento de salários, para fazer face à inflação, até ao reforço dos recursos humanos.
Comentários