Efeito Natal leva fintech Eupago a fechar dezembro com 36 milhões de euros em transações

“Só no dia da Black Friday [26 de novembro] foram transacionados 2 milhões de euros, um aumento de 100% face à sexta-feira anterior. Vivemos um período do ano em que se compra tudo para oferecer”, destacou o CEO da fintech portuguesa.

A empresa de pagamentos Eupago estima que irá fechar dezembro com 36 milhões de euros de transações registadas pelos seus clientes de comércio eletrónico sobretudo devido ao efeito das compras de Natal.

A fintech portuguesa informou esta quinta-feira que as transações nos primeiros dias de dezembro dispararam 56% em termos homólogos o volume aumentou 37% face ao mesmo período de 2020, depois de em novembro – mês de Sexta-Feira Negra e Cyber Monday – terem crescido 40% em termos nominais por causa destas datas de promoções extraordinárias.

“Só no dia da Black Friday [26 de novembro] foram transacionados 2 milhões de euros, um aumento de 100% face à sexta-feira anterior. Vivemos um período do ano em que se compra tudo para oferecer e, para o comércio eletrónico, o quarto trimestre é sempre o mais forte seja em transações ou em volume transacionado”, afirma o CEO, Telmo Santos.

A empresa, que em 2020 contabilizou cerca de 10 milhões de transações distribuídas por mais de 9 mil de clientes, prevê ainda que o e-commerce cresça mais de 20% este mês em relação a novembro, de acordo com a informação divulgada aos meios de comunicação social.

No final de outubro, a Eupago reforçou os capitais próprios para um milhão de euros, poucos dias antes da Web Summit, para “atacar” a cimeira tecnológica que regressou a Lisboa entre os dias 1 e 4 de novembro. A fintech portuguesa, que está em fase de crescimento (“Growth”) pretendeu com esta capitalização “atestar a sua robustez perante potenciais clientes e investidores internacionais”, pois considera que o evento “gera oportunidades únicas de crescimento e uma visibilidade internacional exclusiva”.

Fundada dois anos antes da sua primeira presença na Web Summit, em 2015, esta instituição de pagamentos, acreditada pelo Banco de Portugal, dá apoio a pagamentos feitos online com soluções que vão desde o e-commerce empresarial a vendas particulares nomeadamente, Payshop, Paysafecard, MBway, Paysafecash e debito direto.

Recomendadas

Spotify lança podcasts em vídeo a nível global

The Big Ones destaca semanalmente as inovações e movimentos estratégicos das empresas que lideram a nova economia.

“2023 será um ano de crescimento nos mercados externos”

O Grupo VAA tem como objetivo globalizar as suas duas marcas principais, Vista Alegre e Bordallo Pinheiro, e identificou sete mercados estratégicos onde está a apostar, explica Nuno Barra.

“Empresas arriscam sozinhas a entrada em mercados pela fraca dinamização e falta de apoio”

Mais de mil empresas participaram no Portugal Exportador no dia 23, orientado para a estratégia de internacionalização.
Comentários