El Confidencial: Galp apresentou proposta por empresa espanhola de energias renováveis

A Zero-E pertence à ACS que é detida pelo presidente do Real Madrid, Florentino Perez. Vários fundos internacionais também estão na corrida à companhia de energias renováveis. Interesse da Galp surge depois de ter vendido a sua carteira de ativos e de clientes de gás petróleo liquefeito em Espanha aos holandeses da SHV Energy.

A Galp apresentou uma proposta por uma empresa espanhola de energias renováveis, a Zero-E, avança o El Confidencial esta terça-feira.

Segundo o jornal espanhol, a petrolífera portuguesa apresentou uma das oferta mais elevadas pela empresa detida pela ACS, propriedade do presidente do Real Madrid, Florentino Perez.

A Zero-E está a ser disputada também pelos fundos Brookfield, Macquarie, KKR, os suecos da EQT, os fundos de pensões canadianos Commission de la Construction du Québec (CCQ) e Canadian Pension Plan Investment Board (CPPIB), assim como a chinesa China Railway Group, segundo o El Confidencial.

Já a Bloomberg também coloca a chinesa Shanghai Electric na corrida.

A Zero-E conta com 1.100 megawatts (MW) de ativos solares fotovoltaicos, 400 MW de energia eólica, 150 MW de termosolar e 20 MW de centrais hídricas. A empresa está valorizada em 2.000 milhões de euros incluindo dívida.

A Galp está presente no mercado espanhol de combustíveis, mas não nas energias renováveis. Do lado de lá da fronteira conta com 600 postos de combustível, faturando quase 6.000 milhões de euros, segundo os dados do El Confidencial.

Este interesse na companhia de energias renováveis surge depois da Galp ter vendido a sua carteira de ativos e de cliente de gás petróleo liquefeito (GPL) a granel e canalizado em Espanha à Primagas, conforme avançou a agência Efe citando fontes da Primagas, detida pelos holandeses da SHV Energy, sem avançar valores para o negócio.

 

Recomendadas

BNA levanta suspensão da participação no mercado cambial imposta ao Finibanco Angola

O Finibanco Angola tinha sido suspenso de participar no mercado cambial, por um período de 45 dias, pelo Banco Nacional de Angola (BNA), depois de o supervisor bancário angolano detectar incumprimentos durante uma inspecção pontual, em meados de agosto.

“Café com o CEO”. Assista à conversa com o Dr. Luís Teles, em direto a partir de Luanda

“Café com o CEO” é uma iniciativa promovida pela empresa angolana E.J.M, fundada por Edivaldo Machado em 2012, que procura dar a conhecer os líderes que estão a dar cartas em Angola e outros países da Lusofonia. Assista à sessão em direto de Luanda, capital angolana.

Rogério Carapuça: “Há que estar entre os primeiros, não ser o primeiro dos últimos”

O presidente da APDC considera que o desenvolvimento do sector das TIC se dá a um ritmo saudável apesar dos obstáculos concretos que ainda impedem o país de estar entre os melhores classificados. A capacitação e qualificação das pessoas e das empresas são desafios no topo da agenda, mas a simplificação é palavra de ordem para abandonar o paradigma da burocracia que assombra os serviços públicos, alerta Rogério Carapuça.
Comentários