Eleições. Menor risco político. Ações a subir

Os investidores estão a reavaliar os ativos financeiros nacionais em função de um menor risco político e a comprar ações de empresas nacionais, salienta Steven Santos, gestor do BIG. A corretora XTB vai na mesma linha e afirma que aquilo que estava em causa era avaliar quatro anos de austeridade e os partidos, embora perdendo […]

Os investidores estão a reavaliar os ativos financeiros nacionais em função de um menor risco político e a comprar ações de empresas nacionais, salienta Steven Santos, gestor do BIG.

A corretora XTB vai na mesma linha e afirma que aquilo que estava em causa era avaliar quatro anos de austeridade e os partidos, embora perdendo a maioria, viram renovado o mandato.

Sem maioria absoluta, o PSD-CDS poderá precisar de apoio do PS para aprovar medidas. Uma das primeiras provas de fogo deverá ser o Orçamento de Estado, sendo que os governos minoritários em Portugal sofrem frequentemente com a instabilidade e a divergência dentro do próprio governo”, diz o BIG.

“Apesar dos dois partidos em funções terem perdido a maioria para a esquerda, foi uma vitória vincadamente superior ao segundo partido mais votado. Mais do que um sufrágio ordinário, estava também em causa a avaliação dos portugueses de quatro anos de medidas de austeridade impostas pelas instituições internacionais, entre elas o Banco Central Europeu. A resposta foi clara, ainda que sem maioria, os eleitores nacionais preferem estabilidade governativa”, refere a XTB.

Adianta que os resultados conhecidos “estão alinhados com as últimas sondagens de sexta-feira, em que a vitória da coligação se projetava. Assim, não há surpresa para os mercados, que desde meados do mês passado, depositam confiança na capacidade do Estado Português honrar os seus compromissos”.

Esta manhã, as yields da dívida soberana a 10 anos abriram a negociar a um valor inferior ao fecho de sexta-feira. Curiosamente, esta queda acontece no mesmo dia em que as yields alemãs, referência para a Europa, negoceiam em alta ligeira. Ainda que seja natural este diferencial diminuir ao longo do dia, fica a ideia fundamental de que os mercados reproduziram esta manhã o sentimento de confiança dado ontem pelos eleitores portugueses.

OJE

Recomendadas

PremiumMercados somam e seguem

Índices acionistas encerram em alta em novembro, somando segundo ganho mensal consecutivo.

Wall Street encerra semana apenas com Dow Jones a negociar em terreno positivo

Ao final do dia em Wall Street, o Dow Jones soma 0,10% para 34.429,88 pontos, o S&P 500 perde 0,13% para 4.071,45 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 0,18% para 11.461,50 pontos. 

Euro regista ligeira valorização e segue acima de 1,05 dólares

Lisboa, 02 dez 2022 (Lusa) – O euro subiu hoje ligeiramente e mantinha-se a negociar acima de 1,05 dólares, após a divulgação de números melhores do que o previsto sobre a criação de emprego nos Estados Unidos.