Eleições na IL: Moção sectorial que pede mais transparência interna aprovada

Moção que recomenda mais transparência interna no partido, a principal bandeira da candidata Carla Castro nesta disputa eleitoral, é da autoria de Pedro Simões. Liberais ainda aguardam os resultados para saber quem é o sucessor de João Cotrim Figueiredo.

A moção sectorial que pede “maior transparência na Iniciativa Liberal”, da autoria de Pedro Simões, foi aprovada pelos membros do partido durante a convenção eletiva, que ainda decorre no centro de congressos de Lisboa, numa altura em que os liberais ainda não sabem quem será o próximo líder.

A moção sectorial que recomenda mais transparência, uma das bandeiras da candidata Carla Castro nesta disputa eleitoral, pede à IL que reforce “o princípio de uma gestão transparente, tanto nas decisões, como na sua gestão financeira, em todas as áreas de gestão do partido”.

Os subscritores da moção defendem também que a informação financeira relativa aos contratos celebrados pelo partido que envolvam membros ou que “possam impactar economicamente (nomeadamente via familiares diretos) dirigentes dos órgãos do partido ou eleitos para cargos públicos em representação do partido, seja anualmente alvo de comunicação aos membros”.

Recomendadas

TAP: Aprovada comissão de inquérito à “tutela política da gestão” proposta pelo BE

O objeto desta comissão será “avaliar o exercício da tutela política da gestão da TAP, SGPS, S.A. e da TAP, S.A., em particular no período entre 2020 e 2022, sob controlo público”.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

Bónus ilegal à CEO da TAP. PSD diz que “tem que haver consequências políticas”

“Temos que apurar realmente o que aconteceu e está a acontecer na TAP. Quando falamos na gestão da TAP é preciso perceber onde estava o acionista Estado? Como foi possível atirar 3,2 mil milhões de euros para a TAP?”, questionou-se o deputado social-democrata.
Comentários