Eletrificação é prioridade para as marcas de automóveis

Tendência do mercado passa pela mobilidade elétrica. No caso dos BMW, de realçar que uma grande parte do desenvolvimento destes novos produtos é feita em Portugal pela Critical Techworks, parceira portuguesa para tecnologia. Neste momento, mais de 1.400 engenheiros trabalham no país a desenvolver os BMW do futuro.

O grupo Stallantis que agrega a Peugeot, a Citroen, a DS, Fiat, Jeep e Opel continua a lançar viaturas a um ritmo quase alucinante, mostrando a tendência do mercado de virar-se para a mobilidade elétrica.

Jorge Magalhães, da área da comunicação do grupo, refere que a italiana lançará o 500X MHEV e o Tipo MHEV no primeiro semestre do próximo ano; a francesa Citroen acaba de lançar o AMI, terá no final do ano o ë-Berlingo e, no início de 2022, o novo C5 X PHEV; a germânica Opel irá lançar o novo Astra PHEV, no primeiro trimestre do próximo ano, e o Astra-e, nos últimos três meses do ano. A Peugeot lançará o e-Rifter e o novo 308 PHEV, no final deste ano, e o e-Partner e o 308 SW PHEV no primeiro trimestre de 2022. Por fim, a icónica Jeep comercializará o Renegade MHEV e o Compass MHEV no primeiro trimestre de 2022, mas promete, ainda, a chegada do Grand Cherokee.

Nas marcas premium, terão a Alfa Romeo a lançar o Tonale MHEV no terceiro trimestre de 2022 e o Tonale PHEV no último trimestre. Já a DS Automobiles lança este ano os novos DS 9 E-TENSE 225 e DS 4 E-TENSE 225 e, no primeiro trimestre de 2022 o DS 9 E-TENSE 360 4×4.

A BMW tem como objetivo disponibilizar 25 modelos eletrificados na frota já em 2023, refere João Trincheiras, da Comunicação do grupo germânico. Em março deste ano chegou a Portugal o BMW iX3 e em novembro é a vez de ser introduzido o BMW iX, o topo de gama totalmente elétrico. Já em fevereiro do próximo ano chega o BMW i4, que promete representar “a essência BMW”, mas 100% elétrico.

De realçar que uma grande parte do desenvolvimento destes novos produtos é feita em Portugal pela Critical Techworks, parceira portuguesa para tecnologia. Neste momento, mais de 1.400 engenheiros trabalham no país a desenvolver os BMW do futuro.

Além de uma gama cada vez mais sustentável, do empenho em reduzir as emissões na produção e distribuição dos veículos, trabalhamos ainda em tecnologias que permitem promover a mobilidade elétrica, refere o responsável da marca. Em junho, estrearam em Portugal a tecnologia BMW eDrive Zones, que permite que os veículos híbridos plug-in passem automaticamente para o modo elétrico logo que entram numa zona de baixas emissões nas cidades. Já em novembro, irão disponibilizar a plataforma BMW Points, que converte quilómetros “elétricos” em pontos para carregamentos em postos públicos.

A Mercedes tem previsto para este ano, a par do lançamento do EQA, o lançamento do EQS, a primeira limousine de luxo elétrica no mercado, tendo já apresentado o EQB e EQE a nível mundial, modelos que irão chegar aos mercados em 2022.

A Nissan está prestes a dar início às pré-vendas em Portugal do seu crossover 100% elétrico, o muito aguardado Nissan ARIYA. Com autonomia que pode ultrapassar os 50 km, potência da ordem dos 400cv e muita tecnologia inovadora (desde as tintas muito menos poluentes, à tecnologia touch nos comandos do painel frontal, passando pela mais recente geração do Nissan ProPILOT). Para o início de 2022 terão também um novo furgão 100% elétrico, que irão dar a conhecer na Europa já no próximo dia 27 de setembro. As motorizações e-Power serão estreadas no novíssimo Qashqai devendo também estar disponíveis logo no lançamento do novo X-Trail. Com o desfrutar de potência imediata e constante que é característica dos VE e sem as limitações de autonomia e de carregamento que alguns clientes ainda sentem, o Qashqai e-Power será uma perfeita alternativa aos híbridos, refere a marca.

Recomendadas

PremiumOptimize promove conferência que ensina a poupar e investir

Evento promove a literacia financeira, a poupança e o investimento e realiza-se em Lisboa a 3 de dezembro. O JE será media partner.

Crédito pessoal para jovens: 8 dicas para conseguir

O crédito pessoal para jovens pode ser mais difícil de obter, pela instabilidade profissional e baixos rendimentos nesta fase. Saiba o que é necessário.

Como funciona o pagamento dos cartões de crédito?

Se fizer compras com o cartão durante um certo período de tempo, quanto pagará no final do mês? Descubra como funciona o pagamento dos cartões de crédito.
Comentários