Elon Musk garante que tem “demasiado trabalho” em mãos

Na sequência da compra do Twitter e com os problemas que afetam a Tesla, há investidores que estão preocupados com a possibilidade de o norte-americano não ter mãos a medir para todo o trabalho.

Elon Musk, serial entrepreneur, at TED2013: The Young, The Wise, The Undiscovered. Wednesday, February 27, 2013, Long Beach, CA. Photo: James Duncan Davidson

Elon Musk disse na segunda-feira que está a trabalhar “ao máximo… desde de manhã até à noite, sete dias por semana”, quando questionado sobre a sua função no Twitter, que adquiriu recentemente, e na Tesla, fundada em 2003 pelo próprio e por outros quatro empresários.

“Tenho demasiado trabalho, isso é certo”, disse o empresário, citado pela “Reuters”, numa conferência realizada através da internet, à margem do congresso do G20, em Bali, Indonésia. Além de CEO do Twitter e da Tesla, Musk detém ainda a fabricante de sistemas aeroespaciais SpaceX, a startup de chips Neuralink e a empresa de túneis Boring Company.

Há investidores que estão preocupados com a possibilidade de o norte-americano estar de tal forma ocupado que não consiga trabalhar devidamente para resolver os problemas relacionados com a cadeia de fornecimento que, por esta altura, afetam a Tesla, à semelhança de outras construtoras de veículos.

Musk reafirmou a ideia de estar sobrecarregado quando foi questionado sobre os problemas com a cadeia de produção, assim como os que estão associados à guerra entre a Rússia e Ucrânia.

(Artigo atualizado às 10h41)

Recomendadas

Binter e Embrar fecham compra de cinco novas aeronaves por mais de 369 milhões de euros

As duas primeiras unidades estão previstas para chegar às Ilhas Canárias em novembro de 2023.

Manuel Champalimaud compra à Novares a área de injeção de plásticos para a indústria automóvel

A aquisição visa reforçar posição do Grupo Champalimaud no sector dos componentes de plástico decorativo e de interface para a indústria automóvel.

PremiumAmazon diz que “continua a fazer investimentos” de cloud em Portugal

A empresa norte-americana de computação na nuvem Amazon Web Services (AWCS)está a desenvolver um centro de dados no país, mas não se compromete com uma data de abertura.
Comentários