Emanuel Câmara diz que ninguém se virou contra si e afirma que não vai contribuir para desestabilização do PS-Madeira

O líder do PS-Madeira frisou ainda que sempre passou ao lado das provações e até de algumas ofensas, realçando que “era contra-natura, depois deste ciclo de resultados, estar sequer melindrado”.

Foto cedida

Em entrevista ao Económico Madeira, o atual líder do PS-Madeira, referiu, acerca da possibilidade de Paulo Cafôfo concorrer para líder dos socialistas madeirenses, que ninguém se virou contra si, salientando que não vai contribuir para a desestabilização do partido.

“Eu sei que está-se a tentar criar um clima de instabilidade dentro do PS, protagonizado por este ou aquele elemento, em relação ao seu presidente. Não é fácil me desestabilizar, nem a mim nem àqueles que estão comigo. Não é fácil mesmo”, sublinhou.

Emanuel Câmara frisou ainda que sempre passou ao lado das provações e até de algumas ofensas, realçando que “era contra-natura, depois deste ciclo de resultados, estar sequer melindrado”.

O atual presidente dos socialistas madeirenses apontou, em forma de recado, que a ambição não pode ser maior do que as pernas, realçando que é preciso saber fazer uma leitura do presente, perspetivando o futuro.

“Aquilo que eu pedi quando fui eleito foi humildade a todos, mas com o objetivo de ganhar o Governo, não tenho problemas em dizer isso. O meu objetivo quando avancei com este projeto de ser líder do Partido Socialista e o Paulo Cafôfo candidato a presidente do Governo Regional era para ganharmos, para dar a oportunidade aos madeirenses de terem pessoas capazes à frente dos destinos da Região Autónoma da Madeira, com um partido diferente daquele que já nos governa há 43 anos”, vincou.

Emanuel Câmara afirmou que de facto o grande desígnio era estar à frente dos destinos da Região, mas que sempre pediu humildade e muito trabalho.

Leia aqui a entrevista a Emanuel Câmara, que saiu na edição de dezembro do Económico Madeira.

Recomendadas

Madeira: Investigadores defendem potencialidades do mar no desenvolvimento económico

O vice-presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Victor Freitas, destacou a importância do mar para o país, em particular para a Região, “que tem já muito trabalho desenvolvido”, apesar de a Secretaria do Mar só ter surgido neste último governo.

Madeira promove conferências sobre património cultural imaterial da região

A primeira conferência dará mote ao tema “Património Cultural Imaterial: Conceitos, Domínios e Inventário”. A segunda conferência é intitulada “Ter começado é meio caminho andado”, e aborda o papel da Secretaria Regional de Turismo na preservação deste património.

Funchal já aprovou 160 mil euros dos apoios municipais “Alavancar” e “Re-Abrir”

No total, são 500 mil euros disponíveis, a fundo perdido, dos quais 32% estão aprovados.
Comentários