EMEL bloqueia carro de luxo de Cristiano Ronaldo

Brigada da EMEL bloqueou ‘bomba’ de CR7 em Lisboa que custa 700 mil euros, valor base.

A Empresa Municipal de Estacionamento de Lisboa (EMEL) é conhecida pela sua ação eficaz no combate ao estacionamento ilegal.

Desta vez, porém, a ação da EMEL visou um carro de luxo do melhor jogador português de futebol de sempre.

A ‘bomba’ de CR7, um Rolls Royce, foi visitada por uma das brigadas da empresa junto ao El Corte Inglés em Lisboa.

Este modelo, o Rolls-Royce Cullinan tem um preço base de 700 mil euros. Cristiano conta também com um Rolls-Royce Phanton na sua coleção.

O momento foi partilhado pelo jornalista Pedro Sepúlveda nas redes sociais.

O jornalista desportivo da “SIC Notícias” também captou o momento em que Cristiano Ronaldo esteve na segunda-feira no quartel-general da Seleção Portuguesa em Oeiras na segunda-feira. Recorde-se que o craque invocou razões familiares para faltar aos primeiros treinos do Manchester United no arranque desta época.

Cristiano Ronaldo quer sair do clube para jogar na Liga dos Campeões, apesar da relutância do United em perder o seu melhor marcador da época passada. Chelsea, Barcelona ou Roma têm sido apontados como possíveis destinos de CR7.

Recomendadas

Quem foi o General Almeida Bruno. PIDE tentou assassiná-lo em 1974

O general do Exército João de Almeida Bruno morreu hoje aos 87 anos no Hospital das Forças Armadas, em Lisboa, anunciou o Ministério da Defesa Nacional, endereçando condolências à família.

CML tem 1 milhão para apoiar “até 20 projetos” de mobilidade urbana

A Câmara Municipal de Lisboa anunciou hoje a intenção de apoiar “até 20 projetos inovadores” para criar soluções digitais que respondam a desafios de mobilidade urbana de comunidades vulneráveis na cidade, dispondo de um total de milhão de euros.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira, 10 de agosto

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta quarta-feira.
Comentários