EmotiAI conquista primeiro lugar na primeira edição do programa de pré-aceleração Startup Launch Program

A EmotiAI desenvolve uma solução de reconhecimento e análise de sinais fisiológicos para a indústria do e-Gaming. A startup consegue 2.500 euros de prémio financeiro e serviços de apoio ao desenvolvimento da primeira versão do seu produto.

A EmotiAI sagrou-se vencedora desta primeira edição do Startup Launch Program, um programa desenhado para ajudar a compreender melhor o problema que as equipas estão a resolver e validar e definir o seu modelo de negócio.

Ao pódio, juntam-se a PetLook e a Sea Sensors, para os 2º e 3º lugares respetivamente, as quais terão também serviços de apoio ao desenvolvimento dos seus produtos. A PetLook é uma plataforma digital para gestão de hotéis veterinários e interação entre animais de estimação e donos. Já a Sea Sensors desenvolve sensores de medição de variáveis marítimas, aplicáveis em aquacultura.

Ao todo, entraram neste programa vinte e quatro projetos sem modelo de negócio definido e ainda sem clientes, doze dos quais foram selecionados para continuarem o desenvolvimento das suas ideias. Ao longo de um mês, estes projetos das áreas da economia digital, tecnologias médicas ou nanotecnologias, passaram por um Bootcamp de seleção e sessões de trabalho, culminando ontem num evento de apresentação final dos projetos.

O Startup Launch Program é uma iniciativa promovida pela Startup Braga/InvestBraga, no âmbito do projeto UP Cávado Empreendedorismo, cofinanciado pelo Norte 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

 

Recomendadas

Incubadora de Coimbra lidera consórcio para agilizar testes de tecnologias na saúde

O Instituto Pedro Nunes (IPN), de Coimbra, vai liderar o consórcio nacional de um projeto europeu que pretende agilizar o processo de certificação e testes de tecnologia baseada em inteligência artificial e robótica na área da saúde.

Startup de “hackers bons” Immunefi capta 24 milhões

A empresa de Singapura, cujo CEO reside em Portugal, fechou uma ronda de investimento ‘série A’ encabeçada pela norte-americana Framework Ventures. Em menos de dois anos encaixou quase 30 milhões em capital de risco à conta da caça aos ‘bugs’ na blockchain.

Codacy levanta 15 milhões em ronda liderada pela unidade de investimento da Sonae (com áudio)

Além da Bright Pixel Capital, as sociedades de capital de risco Armilar Venture Partners, Faber Ventures, Join Capital, Caixa Capital, EQT Ventures e Iberis Capital também estiveram envolvidas no investimento.
Comentários