Empreendedores sociais. Unilever oferece 200 mil euros

Estão abertas as candidaturas para o prémio de sustentabilidade da Unilever para jovens empreendedores. A terceira edição do Unilever Sustainable Living Young Entrepreneus Awards, conta com a parceria do Cambridge Institute for Sustainable Leadership (CISL) e a colaboração da comunidade Ashoka e oferece mais de 200 mil euros e mentoring personalizado para sete jovens empreendedores sociais. As […]

Estão abertas as candidaturas para o prémio de sustentabilidade da Unilever para jovens empreendedores. A terceira edição do Unilever Sustainable Living Young Entrepreneus Awards, conta com a parceria do Cambridge Institute for Sustainable Leadership (CISL) e a colaboração da comunidade Ashoka e oferece mais de 200 mil euros e mentoring personalizado para sete jovens empreendedores sociais. As candidaturas estão abertas até 18 de novembro.

O prémio tem como destinatários empreendedores sociais até 35 anos que “ofereçam soluções práticas e inovadoras para alguns dos principais problemas mundiais de sustentabilidade, em âmbitos como a energia renovável, a igualdade de género, o consumo responsável e iniciativas contra as alterações climáticas”.

As inscrições devem ser feitas através da página , até à meia-noite do dia 18. vencedor final recebe também o galardão HRH The Prince of Wales Young Sustainability Entrepeneur Prize.

Alguns dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) das Nações Unidas são erradicar a pobreza extrema, combater as alterações climatéricas, dar poder às mulheres, assegurar o acesso universal à água e diminuir a fome até 2030.

Estes objetivos foram ratificados na ONU no dia 25 de setembro e têm o apoio da Unilever, através do Unilever Sustainable Living Plan.

O prémio de sustentabilidade é realizado em parceria com o Cambridge Institute for Sustainable Leadership – CISL e em colaboração com a comunidade Ashoka, e oferece 200 mil euros e mentoring personalizado para sete jovens empreendedores. O

Os finalistas são conhecidos em março de 2016 e nos meses seguintes decorrerá um workshop para empreendedores, em Cambridge, sendo igualmente conhecida a última etapa do desafio.

OJE

 

Recomendadas

Inflação pode retirar competitividade às empresas portuguesas

Responsável da Fundação AIP considera que os custos nos transportes, aliados ao atual quadro político poderá levar a que esta não seja a melhor altura para o sector empresarial se expandir para os mercados mais longínquos. Investir na vertente digital é outro dos desafios.

Bancos sujeitos a coimas até 1,5 milhões se não aplicarem diploma do Governo para crédito à habitação

Está já em vigor, a partir deste sábado, o diploma que estabelece medidas destinadas a mitigar os efeitos do incremento dos indexantes de referência de contratos de crédito para aquisição ou construção de habitação própria permanente. Bancos têm 45 dias a partir de hoje para aplicar as medidas.

Ministra da Justiça diz que é preciso melhorar condições dos processos de recuperação de empresas

“A melhoria das condições de processos de recuperação [de empresas], sobretudo em períodos de insolvência e de dúvida, como o que atravessamos, é um desafio, mas um desafio que temos de concretizar”, afirmou Catarina Sarmento e Castro.