António Costa: “Emprego, emprego, emprego” é o objetivo

O primeiro-ministro encerrou o congresso da Juventude Socialista, na Póvoa do Varzim, esta tarde.

REUTERS/Adriano Machado

“Emprego, emprego, emprego” é “o grande objetivo da nossa política económica”, disse esta tarde o primeiro-ministro, António Costa, no congresso da Juventude Socialista, na Póvoa do Varzim.

“O balanço que podemos fazer deste primeiro ano é positivo. Cumprimos o que nos comprometemos em matéria de reposição de rendimentos, vamos cumprir em matéria de redução do défice, estamos a cumprir o que nos comprometemos em matéria de criação de postos de trabalho e em redução do desemprego. E é com particular satisfação que registo que o estrato etário onde o desemprego mais baixou foi entre o desemprego jovem”, salientou António Costa.

Porém, o primeiro-ministro lembrou que são ainda 100 mil os jovens desempregados, uma situação que não pode deixar ninguém tranquilo.

António Costa referiu que quer mais empregos num setor que tem sido diabolizado, como o da construção civil.

No seu discurso na Póvoa do Varzim, o primeiro-ministro sublinhou ainda que quer ver os centros das cidades habitados e de preferência por jovens. “É necessário dar prioridade à reabilitação mas também dar prioridade à criação de mecanismos de arrendamento acessível para que seja possível às novas gerações tomarem conta das nossas cidades”, defendeu.

O congresso elegeu como secretário- geral da Juventude Socialista o deputado Ivan Gonçalves.

 

Recomendadas

Lagarde avisa que taxas de juro vão continuar a subir

Dados da inflação na zona euro em novembro vão ser conhecidos esta semana. BCE reúne-se em meados de dezembro.

Cáritas já recebe pedidos de quem não consegue pagar empréstimo da casa

“O pânico foi imediato. O receio das pessoas, a angústia com que se aproximavam de nós a dizer ‘ai, se eu perco a minha casa’. É que nós tivemos uma crise em que houve muita gente a perder a casa; é recente ainda, está na memória das pessoas – 2008”, afirmou Rita Valadas.

Expectativas de exportação na Alemanha aumentam em novembro, diz Ifo

Depois de uma queda no mês anterior, a indústria automóvel volta a ter expectativa de crescimento nas exportações.
Comentários