Empresa de Cervejas da Madeira expande para mercado asiático

A ECM já tinha tido presença no mercado asiático através da China. Agora regressa e aposta na China, Macau, Hong Kong, Taiwan e Singapura.

A Empresa de Cervejas da Madeira vai promover os seus produtos, entre os quais a cerveja Coral, no mercado asiático, avança a “Macao News“, esta sexta-feira. Da estratégia de expansão da empresa madeirense vai incluir a China, Macau, Hong Kong, Taiwan e Singapura cerveja coral no mercado chinês.

A entrada nestes mercados será feita em parceria com duas empresas de Macau, a Mindware e a East Indies Companies.

O mercado asiático, e em particular a China, não é totalmente desconhecido da ECM.

A ECM vai regressar à China, país que já representou 20% da produção da empresa madeirense, conforme disse o diretor de exportação da ECM, Gustavo Coelho.

Ao “Macao News”, Gustavo Coelho salienta que a “recuperação do mercado asiático é de grande importância para a empresa”.

À mesma publicação o diretor de exportação da ECM diz que a anterior presença da empresa entre 2016-2019 “ajudou a construir uma excelente reputação no mercado da China. Queremos crescer de modo sustentável neste mercado, e nos mercados à sua volta como Macau e Hong Kong”.

Já o managing partner da Mindware, Diogo Couto, empresa que será um dos parceiros da ECM, nesta aposta no mercado asiático, disse ao Macao News, que o mercado da China “é muito particular, volátil e cheio de oportunidades. Os produtos da ECM, como a cerveja Coral, são muito populares nos consumidores chineses, devido à sua qualidade. A Madeira é visto como um local premium e essa perceção já é reconhecida no público chinês”.

Por sua vez, o representante da East Indies Company, Vitório Rosário Cardoso, outra das entidades parceiras da ECM, disse ao “Macao News”, que a “expansão da marca na Ásia tem de ser sustentável”.

Recomendadas

Orçamento do Funchal para 2023 aprovado por maioria na Assembleia Municipal

A proposta de Orçamento da Câmara Municipal do Funchal para 2023 foi aprovada com os votos a favor dos 25 deputados da coligação PSD/CDS-PP, contando com os votos contra do PS (nove deputados), BE (três), PAN (um), MPT (um) e CDU (um).

O que é o spread no crédito à habitação e como saber se está adequado? Saiba aqui

Para quem contratou crédito à habitação há mais de dez anos é possível que esteja a pagar um spread elevado, se comparado com o atualmente praticado no mercado. Atualmente há ofertas bancárias com spreads abaixo de 1% no crédito à habitação, com bancos a oferecer spreads de 0,85%.

Madeira: Secretário das Finanças apresenta Orçamento Regional na Comissão de Economia, Finanças e Turismo

“São mantidas as reduções do IRC e da Derrama, havendo ainda a previsão de manter a intervenção na fixação dos preços dos combustíveis, à semelhança do que está a ser feito este ano”, apontou Rogério Gouveia.
Comentários