Empresas do comércio mantiveram crescimento mas em desaceleração em 2019

No último ano operavam no setor do comércio 220,5 mil empresas, com 814,2 mil pessoas ao serviço (+2,8%;+3,0%, do que em 2018, respetivamente).

Os principais indicadores económicos das empresas ligadas ao setor do comércio mantiveram um crescimento apesar de estarem em desaceleração no ano de 2019. Os dados estatísticos do comércio revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta quarta-feira, 16 de dezembro, apontam para 220,5 mil empresas, com 814,2 mil pessoas ao serviço (+2,8%;+3,0%, do que em 2018, respetivamente) a operar neste setor no ano passado.

Estes números indicam que o setor do comércio foi responsável por um volume de negócios (VVN) de 151,1 mil milhões de euros (+3,3%; +6,4% em 2018) e um valor acrescentado bruto (VAB) de 19,9 mil milhões de euros (+4,5%; +6,5% em 2018).

Por sua vez, a margem comercial global das empresas de comércio situou-se em 27,2 mil milhões de euros e a margem por empresa em 123,2 mil euros, traduzindo-se em acréscimos respetivos de 3,7% e 2,4% (+9,0% e +9,7% em 2018, respetivamente).

Olhando para o setor automóvel, registou-se uma subida de 1,5% no VVN (+7,5% em 2018), 1,7% na margem comercial (+8,3% em 2018) e 3,6% no pessoal ao serviço (+4,0% em 2018). Nas empresas de comércio por grosso observaram-se crescimentos de 2,7% no VVN (+7,1% em 2018) e de 1,4% na margem comercial (+5,9% em 2018). O pessoal ao serviço aumentou 2,3% (+3,3% em 2018).

Já o setor do comércio a retalho apresentou uma manutenção no crescimento do VVN (+4,9%, tal como em 2018),
registando a evolução de margem comercial mais significativa de entre as três divisões de comércio (+6,3%, que
sucede a +12,5% em 2018). O pessoal ao serviço aumentou 2,9% (+2,7% em 2018).

No ano passado estavam em atividade no nosso país 3.612 estabelecimentos classificados como Unidades
Comerciais de Dimensão Relevante (UCDR), dos quais 51,6% dedicados principalmente ao comércio a retalho não
alimentar ou sem predominância alimentar.

O volume de negócios das UCDR atingiu 20,0 mil milhões de euros (+6,5%; +3,0% em 2018) e o pessoal ao serviço situou-se em 124,5 mil trabalhadores (+5,7%; +2,8% em 2018).

Recomendadas

Sindicato diz que renovação da frota automóvel da TAP é ética e moralmente condenável

Num comunicado aos associados que a Lusa teve acesso, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) assinala que “foi com enorme estupefação e uma boa dose de vergonha alheia que os sindicatos, os trabalhadores do grupo TAP e os contribuintes portugueses foram confrontados com uma notícia que pode até ter uma rebuscada justificação económica, mas que é ética e moralmente condenável”.

Investimentos em eólicas e solar foram 15 vezes superiores ao nuclear – relatório

Cerca de 350 mil milhões de dólares foram investidos em todo o mundo em projetos de energia solar ou eólica, contra os 24 mil milhões dedicados a projetos de energia nuclear, indica o World Nuclear Industry Status Report.

Albergaria investe 3,7 milhões de euros na zona industrial para captar investimento e criar emprego

O município “tem realizado um forte investimento no desenvolvimento económico, dinamizando o sector empresarial e a economia local” nos últimos anos, segundo António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.
Comentários