Empresas privadas destacam-se na liderança dos serviços de água

“Prémios e Selos de Qualidade dos Serviços de Águas e Resíduos – ERSAR 2018”, atribuiu nove distinções, dos quais seis foram entregues a empresas privadas do setor.

Os “Prémios e Selos de Qualidade dos Serviços de Águas e Resíduos – ERSAR 2018”, foram dominados pelas empresas de gestão privadas, com os principais galardões entregues este ano pela Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR) a serem também entregues a membros da Associação das Empresas Portuguesas para o Sector do Ambiente (AEPSA), de acordo com um comunicado divulgado pela associação esta terça-feira.

Das nove distinções atribuídas, três prémios de excelência e seis selos de qualidade do serviço, seis foram para empresas privadas concessionárias de serviço de águas associadas da AEPSA, isto apesar de as concessionárias privadas prestarem serviço apenas a cerca de 20% da população e corresponderem a menos de 10% do total das entidades gestoras.

Estes prémios são entregues anualmente e têm como objetivo identificar, distinguir e divulgar as melhores práticas das entidades gestoras dos setores da água e resíduos, assim como destacar os operadores de referência na prestação dos serviços de abastecimento público de água e de saneamento de águas residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos.

Eduardo Marques, presidente da direcção da AEPSA, refere que são estas “distinções anuais da ERSAR, que traduzem o reconhecimento que o regulador atribuiu às empresas privadas dos setores da água e dos resíduos”, e que “mais uma vez se comprova que as concessões privadas aportam vantagens significativas para o consumidor final, em termos de qualidade de serviço, eficiência, fiabilidade e segurança”.

Recomendadas

Crise climática deve ser prioridade de todos os governos e organizações multilaterais, diz Guterres (com áudio)

O secretário-geral da ONU, António Guterres, defendeu hoje que a crise climática deve ser prioridade máxima de todos os governos e organizações multilaterais e pediu que as empresas de combustíveis fósseis sejam responsabilizadas pela destruição do planeta.

Novos satélites para prever o clima lançados a partir do final do ano

A Organização Europeia para a Exploração de Satélites Meteorológicos anunciou hoje o lançamento, no final do ano, de uma nova geração que melhorará e acelerará o envio de dados a meteorologistas de toda a Europa sobre acontecimentos climáticos graves.

Situação de seca meteorológica diminuiu significativamente até 15 de setembro

Nos primeiros 15 dias de setembro verificou-se um “desagravamento significativo” da situação de seca meteorológica em todo o território, em especial nos distritos da Guarda, Viseu e Castelo Branco, anunciou hoje o IPMA.
Comentários