Empréstimo obrigacionista de 40 milhões de euros do Sporting foi subscrito na totalidade

O período de subscrição terminou ontem, dia 6 de dezembro, às 15h e, segundo as informações avançadas pelo Sporting, registou-se uma “procura elevada” que acabou por superar a oferta pública.

O empréstimo obrigacionista no valor de 40 milhões de euros lançado pelo Sporting, inicialmente com um valor de 30 milhões de euros, foi subscrito na totalidade, segundo confirma esta terça-feira, dia 7 de dezembro, o jornal “Record”.

Inicialmente o empréstimo lançado pelo Sporting CP tinha um valor global de 30 milhões de euros, mas a 30 de novembro a SAD leonina decidiu aumentar para 40 milhões de euros, uma opção que já estava prevista no prospeto de lançamento, justificado pela elevada procura registada desde o lançamento da oferta.

O período de subscrição terminou ontem, dia 6 de dezembro, às 15h e, segundo as informações avançadas pelo Sporting, registou-se uma “procura elevada” que acabou por superar a oferta pública. De relembrar que este empréstimo foi lançado a 18 de novembro, a oferta iniciou-se dia 22 do mesmo mês e são denominadas como Sporting SAD 2021-2024.

A comunicação oficial da SAD dos leões deverá chegar ainda hoje à CMVM e o “Record” avança que, devido ao elevado número de interessados, as obrigações serão divididas proporcionalmente entre os investidores.

Recomendadas

Wolves. A um mês do Mundial, o maior fornecedor da Seleção Nacional está em crise profunda

A pouco mais de um mês para o Mundial, a Seleção portuguesa corre o risco de ter uma boa fatia dos convocados a lutar pela manutenção na Premier League. O Wolves tem alguns dos melhores jogadores portugueses da atualidade, com um forte investimento sobretudo em jogadores da Gestifute. Tema estará em debate na edição desta sexta-feira do programa “Jogo Económico”.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira, 6 de outubro

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta quinta-feira.

António Costa e Pedro Sánchez querem um Mundial2030 “para a paz”

“Já demonstrámos capacidade para organizar eventos de primeira linha. Portugal e Espanha estão prontos para receber, juntamente com a Ucrânia, o Mundial de futebol de 2030. Queremos um campeonato para a paz, mostrar o melhor do desporto, mas também os melhores valores da Europa”, escreveu o primeiro-ministro luso na rede social Twiiter, mensagem que também foi publicada pelo presidente do governo espanhol.
Comentários