Energéticas impulsionam PSI-20. Europa acompanha no ‘verde’

O grupo EDP e a REN impulsionam o principal índice bolsista português que valoriza 0,42% para 4.949,93 pontos.

Stringer/Reuters

O principal índice bolsista português prossegue a manhã desta terça-feira a negociar no ‘verde’ em linha com as congéneres europeias.

Assim, o PSI-20 sobe 0,42% para 4.949,93 pontos, resistindo à pressão do tombo de 1,29% para 0,1224 euros do BCP. A valorização da praça portuguesa acontece graças aos ganhos de 0,97% para 5,28 euros da EDP, depois de ter sido noticiado, esta segunda-feira, a venda de 15,5% do défice tarifário de 2021 relativo ao sobrecusto com a produção em regime especial, por um montante de 271 milhões de euros, segundo o comunicado da CMVM.

Também a EDP Renováveis mantém os investidores animados, com uma subida de 0,89% para 23,20 euros depois de ter concluído a venda da ativos solares e eólicos nos Estados Unidos à Connor, Clark & Lunn Infrastructure por 684 milhões de dólares (561 milhões de euros).

A REN também mantém o PSI-20 acima da linha de água, com uma valorização de 1,68% para 2,415 euros, à semelhança da Sonae, a cotada que mais ganha esta manhã, que cresce 1,89% para 0,6725 euros.

Ainda a negociar entre as principais bolsas europeias, o FTSE 100, em Londres, regista uma subida de 2,21% para 6.645,05 pontos numa altura em que o Brexit está a três dias de entrar em vigor. Em Paris, o CAC40, acompanha com uma valorização de 0,39% para 6.645,05 pontos tal como o DAX, em Frankfurt, que sobe 0,31% para 13.833,25  pontos.

Na vizinha Espanha, o IBEX 35 ganha 0,35% para 8.189,00 pontos, a par com o Euro Stoxx 50 que cresce 0,45% para 3.590,57 pontos.

Recomendadas

Cotação do barril Brent para entrega em novembro baixa para 87,96 dólares

A cotação do barril de petróleo Brent para entrega em novembro terminou esta sexta-feira no mercado de futuros de Londres em baixa de 0,73%, para os 87,96 dólares.

Wall Street encerra sessão com principais índices a perder mais de 1,50%

No momento de fecho o Dow Jones recua 1,71%para 28.725,84 pontos, o S&P 500 cede 1,51% para 3.585,40 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 1,51% para 10.575,62 pontos. 

PremiumAções com pior mês desde junho e pode não ficar por aqui

Libra em forte desvalorização e juros da dívida do Reino Unido disparam após polémico “mini-orçamento” de Liz Truss.
Comentários