Energia e banca impulsionam Wall Street

Os três principais índices norte-americanos fecharam no verde. O dólar desvaloriza e os juros recuam, no dia em que foram divulgados dados do PIB nos EUA.

Brendan McDermid / Reuters

Os três principais índices norte-americanas fecharam esta quinta-feira em alta, com os investidores a apostarem nos setores da banca e da energia, que vão beneficiar do corte fiscal. O foco dos investidores tem estado na reforma, que deverá reduzir os impostos para as empresas para 21%, dos anteriores 35% a partir de dia 1 de janeiro e, segundo os analistas, impulsionar os lucros empresariais no próximo ano.

O industrial Dow Jones avançou 0,23% para 24.782,29 pontos, o financeiro S&P 500 subiu 0,20% para 2.684,57 pontos e o tecnológico Nasdaq ganhou 0,03% para 6.965,36 pontos.

No mercado cambial, o dólar desvaloriza face às pares europeia, britânica e japonesa. A moeda norte-americana deprecia-se 0,04% para 0,842 euros, 0,07% para 0,747 libras e 0,09% para 113,30 ienes. Os juros da dívida benchmark dos Estados Unidos recuam 1,4 pontos base para 2,48%.

Além da reforma fiscal, esta quinta-feira, os indicadores económicos voltaram a estar em destaque. O produto interno bruto (PIB) dos Estados Unidos acelerou 3,2%, no terceiro trimestre do ano. O valor significa a expansão económica mais rápida em mais de dois anos, mas também uma revisão em baixa face à estimativa Bureau of Economic Analysis (BEA) publicada em novembro.

Relacionadas

Wall Street abre no ‘verde’ com foco a transitar para dados económicos

Produto interno bruto (PIB) dos Estados Unidos acelerou 3,2%, no terceiro trimestre do ano, o que significa a expansão económica mais rápida em mais de dois anos, mas também uma revisão em baixa face à estimativa de novembro.

EUA: crescimento do PIB acelera para 3,2% no terceiro trimestre

O PIB dos EUA foi revisto em baixa, uma vez que na última estimativa, divulgada em novembro, o PIB crescia para 3,3% no terceiro trimestre de 2017.

Criptomoedas, impostos e volatilidade vão determinar investimentos em 2018

Depois de um ano de ganhos, 2018 poderá trazer correções nas ações globais. Apesar disso, os gestores de ativos vêem um futuro risonho para a Europa.
Recomendadas

Cotação do barril Brent para entrega em novembro baixa para 87,96 dólares

A cotação do barril de petróleo Brent para entrega em novembro terminou esta sexta-feira no mercado de futuros de Londres em baixa de 0,73%, para os 87,96 dólares.

Wall Street encerra sessão com principais índices a perder mais de 1,50%

No momento de fecho o Dow Jones recua 1,71%para 28.725,84 pontos, o S&P 500 cede 1,51% para 3.585,40 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 1,51% para 10.575,62 pontos. 

PremiumAções com pior mês desde junho e pode não ficar por aqui

Libra em forte desvalorização e juros da dívida do Reino Unido disparam após polémico “mini-orçamento” de Liz Truss.
Comentários