Energia empurra bolsa para o vermelho

O PSI 20, principal índice da bolsa portuguesa, abriu a cair pela quarta sessão consecutiva, em linha com a tendência negativa que prolifera na Europa. Na abertura, o índice desvalorizava 0,26% para 5.284,43 pontos, com 10 empresas em queda. A empurrar o índice para o vermelho, destaque sobretudo para o setor da energia com todos […]

O PSI 20, principal índice da bolsa portuguesa, abriu a cair pela quarta sessão consecutiva, em linha com a tendência negativa que prolifera na Europa. Na abertura, o índice desvalorizava 0,26% para 5.284,43 pontos, com 10 empresas em queda.

A empurrar o índice para o vermelho, destaque sobretudo para o setor da energia com todos os players cotados em queda. Assim, o papel da Galp Energia começou o dia a depreciar 1,26% para 9,518 euros, a EDP a retrair 0,30% para 3,278 euros, a EDP Renováveis a perder 0,25% para 6,33 euros e a REN a cair 0,42% para 2,60 euros.

A fazer de contrapeso no índice, destaque para a banca, sobretudo para o BCP, que segue esta manhã a valorizar 0,60% para 5,0 cêntimos e para o BPI, que ganha 0,09% para 1,12 euros. O o Banif negoceia estável nos 0,24 cêntimos.

Esta manhã, destaque igualmente para a Semapa que, ontem anunciou o pagamento de um dividendo de 0,75 euros, que abriu a ganhar 1,33% para 12,97 euros.

OJE

Recomendadas

PremiumBCE e Fed avaliam peso da subida de juros e ritmo pode abrandar nas próximas reuniões

As atas das mais recentes reuniões de política monetária na zona euro e EUA mostram uma preocupação de ambos os bancos centrais com o abrandamento da economia, dando esperanças de subidas menos expressivas dos juros nos próximos meses, embora os sinais neste sentido sejam mais fortes do outro lado do Atlântico.

Musk tinha um plano para o Twitter? Veja as escolhas da semana no “Mercados em Ação”

Conheça as escolhas da semana do programa da plataforma multimédia JE TV numa edição que contou com a análise de Nuno Sousa Pereira, head of investments da Sixty Degrees.

PSI encerra no ‘vermelho’ em contra ciclo com a Europa

Lá fora, as principais praças europeias negociaram maioritariamente em terreno positivo. O FTSE 100 valorizou 0,32%, o CAC 40 ganhou 0,08%, e o DAX apreciou 0,01%. O espanhol IBEX 35 manteve-se estável.