PremiumEntregas de automóveis têm demorado até um ano

Antes da pandemia, a entrega de veículos novos demorava cerca de dois meses. Consequentemente, a procura por veículos usados aumentou e os preços dos mesmos dispararam até 35%. Desde janeiro, o preço das peças também começou a subir.

O setor de comércio de automóveis na Madeira sofreu um abalo com a crise pandémica por Covid-19 em 2020. No início da pandemia, as fábricas dos automóveis estiveram fechadas, mas os atrasos não se registaram logo no início porque o stock das fábricas europeias conseguiu abastecer durante alguns meses as empresas.

Contudo, no espaço de alguns meses, o setor começou a verificar prazos até um ano na entrega dos veículos, quando estes rondavam os dois meses antes da pandemia, um cenário que veio a se agravar este ano.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 3 de junho.

Recomendadas

PremiumEconomistas veem inflação na Madeira nos 10% até ao fim do ano

O poder de compra vai continuar a diminuir durante largos meses, com os consumidores de baixos rendimentos a serem os mais afetados.

PremiumBytenuts pretende abrir escritório no Funchal

A empresa de apoio tecnológico, que depende para já do trabalho remoto, reporta maior procura pelos seus serviços impulsionada pela pandemia por Covid-19, que obrigou a uma maior aposta na digitalização empresarial.

Premium“2022 é um ano de transição, não de recuperação”

A Porto Santo Line está a desenvolver estratégias para combater os danos que os dois anos de pandemia causaram, mas 2022 não é ainda o ano em que a empresa pode respirar de alívio.
Comentários