Equipa Mercedes F1 descarta parceiro de criptomoedas

A FTX, vista como uma das principais patrocinadoras da Mercedes AMG Petronas, entrou com pedido de falência horas após a suspensão do acordo da Binance.

A equipa de Fórmula 1 (F1) da Mercedes confirmou, esta sexta-feira, que suspendeu um acordo de patrocínio com a exchange de criptomoedas FTX, atingida pela crise, e removeu os logótipos da empresa dos seus carros. As referências à marca nos veículos da Mercedes AMG Petronas nem aparecerão nos este fim de semana, na corrida em São Paulo, no Brasil.

Um porta-voz da equipa, citado pela “France 24″, disse que a parceria foi suspensa e todas as publicidades nos carros não voltariam a aparecer. A Mercedes assinou um contrato de patrocínio com a FTX em setembro de 2021, quando era a atual campeã.

“Como primeiro passo, suspendemos o nosso acordo de parceria com a FTX”, disse o porta-voz da Mercedes. “Isso significa que a empresa não aparecerá mais no nosso carro de corrida e outros ativos de marca a partir deste fim de semana. Continuaremos a monitorizar de perto a situação à medida que evolui”, acrescentou.

A FTX, vista como uma das principais patrocinadoras da Mercedes, entrou com pedido de falência horas após a suspensão do acordo e agora enfrenta uma investigação das autoridades regulatórias americanas sobre suposto uso indevido de depósitos de clientes. A FTX, que chegou a estar avaliada em 32 mil milhões de dólares, assegurou que a declaração de falência é a medida adequada para gerir os ativos da empresa e proteger os interesses dos seus acionistas.

O  fundador e presidente executivo da FXT, Sam Bankman-Fried, demitiu-se e a empresa anunciou que o cargo de presidente executivo seria ocupado por John J. Ray III.

A empresa mergulhou em crise quando um acordo de resgate proposto com a Binance, empresa que patrocina a Alpine, rival da Mercedes na F1, entrou em colapso.

Relacionadas

FTX em risco de falência após Binance desistir da aquisição

A Binance anunciou um acordo não vinculativo para socorrer a FTX, de Sam Bankman-Fried, mas na noite de quarta-feira informou não ser possível avançar com a operação. O CEO da FTX já admitiu que se a empresa não receber uma injeção de 4 mil milhões de dólares irá pedir insolvência.

FTX perto da falência: o que se segue para o mercado de criptomoedas?

O mercado de criptomoedas tem enfrentado o cenário de outra onda de falências.
Recomendadas

Portugal perde com Coreia do Sul e Paulo Bento está nos ‘oitavos’ do Mundial2022

Portugal conquistou hoje o Grupo H do Mundial de futebol de 2022, apesar de perder por 2-1 com a Coreia do Sul, de Paulo Bento, que se qualificou para os ‘oitavos’, eliminando Uruguai e Gana.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

“A Arte da Guerra”. “O Qatar acabou por ser vítima da sua própria ambição”

Poderão os protestos relativos ao Qatar ser uma alavanca no sentido da mudança da estrutura da sociedade do país? O primeiro mundial jogado no Médio Oriente colocou todas contradições deste pequeno país debaixo do foco internacional. Veja a análise de Francisco Seixas da Costa no programa da plataforma multimédia JE TV.
Comentários