Erling Haaland pode estar a caminho do Manchester City por 75 milhões de euros

O avançado norueguês pode tornar-se no jogador mais bem pago da Liga Inglesa, com um salário superior a 2,4 milhões de euros por mês. O clube inglês quer fechar o negócio até ao final do mês, para evitar que a cláusula de rescisão estabelecida no contrato perca a validade. 

Erling Haaland

É público o interesse do Manchester City em contar com Erling Haaland. O atleta tem contrato com o Borussia Dortmund até 2024 e uma cláusula de rescisão no valor de 75 milhões de euros, que expira no final do presente mês de abril. O clube inglês está disposto a bater este valor, mas precisa de fechar o acordo até dia 30.

Segundo noticia o “Daily Mail”, o Manchester City está na frente da corrida pela contratação de Haaland e já tem acordo com os representantes do internacional norueguês de 21 anos para o contrato. Falta agora os dois clubes chegarem a um consenso para a transferência do atleta. O clube britânico está pronto para bater o valor da cláusula, fixado nos 75 milhões de euros, mas cuja validade termina no fim do mês, pelo que tem alguma urgência para garantir o negócio.

Ainda de acordo com o diário britânico, Haaland tem à sua espera em Manchester um contrato que lhe poderá valer o salário mais elevado de toda a Liga Inglesa. Caso o negócio se concretize, o avançado vai receber mais de 500 mil libras (600 mil euros) por semana. Um salário que significa um valor que bate os 2 milhões de libras (2,4 milhões de euros) mensais e é superior a 26 milhões de libras (31 milhões de euros) por ano.

Recomendadas

Casemiro está a caminho do United e pode chegar a tempo de defrontar o Liverpool

Em cima da mesa está uma proposta que pode chegar aos 70 milhões de euros pelo passe do internacional brasileiro. O negócio pode ser concretizado ainda durante o fim-de-semana.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

Receitas do futebol europeu sobem 10% depois da pandemia

O mercado do futebol europeu registou receitas de 27,6 mil milhões na época 2020/21, quando ainda estavam em vigor, por todo o continente, restrições nos acessos aos recintos desportivos. Os dados são do relatório anual da Deloitte sobre as finanças do futebol.
Comentários