Espanha prolonga medidas fiscais de redução do preço da eletricidade

Essas medidas incluem ainda a diminuição do imposto especial sobre a eletricidade de 5,1% para 0,5%, assim como a suspensão do imposto de 7% sobre a produção de eletricidade.

O Governo espanhol decidiu esta terça-feira prolongar por mais quatro meses (janeiro-abril) as medidas em vigor para aliviar o impacto sobre os consumidores do aumento do custo da eletricidade, como a redução do IVA de 21% para 10%.

Essas medidas incluem ainda a diminuição do imposto especial sobre a eletricidade de 5,1% para 0,5%, assim como a suspensão do imposto de 7% sobre a produção de eletricidade.

A decisão do Conselho de Ministros espanhol coincide com o novo recorde de preço no mercado grossista de eletricidade que na quarta-feira será de 360,02 euros por megawatt-hora (MWh) em média por dia, quase mais 10% do que o preço de hoje.

As medidas fiscais prorrogadas, que deveriam expirar em 31 de dezembro próximo, vão ter um impacto anual adicional nas contas públicas de dois mil milhões de euros, segundo a porta-voz do executivo espanhol, Isabel Rodríguez.

O Governo espanhol tinha indicado em setembro passado, quando aprovou este pacote de medidas, que a aplicação deste plano de choque iria deixar o esforço económico dos consumidores para cobrir a sua procura de eletricidade em 2021 ao mesmo nível que em 2018, cerca de 600 euros por ano no caso de um consumidor médio de baixa tensão.

Relacionadas

UE ultrapassa meta de redução de consumo de energia traçada para 2020

De acordo com dados hoje divulgados pelo gabinete estatístico europeu, a UE ultrapassou, em 2020, em 52,2 mil toneladas equivalentes de petróleo (Mtep), ou seja 5,8%, a meta traçada para esse ano de reduzir em 20% o consumo final de energia, no âmbito dos objetivos da eficiência energética.

Novo recorde: Eletricidade grossista a 360 euros no mercado ibérico

Este é o sexto recorde no espaço de sete dias. Os preços da eletricidade não param de escalar no mercado ibérico.
Recomendadas

EDP: “A Europa teve sorte este inverno, não vai haver problemas de abastecimento”

“Europa já está livre da dependência do gás da Rússia”, disse hoje Joana Freitas da EDP Produção.

“Star of 2022”. Greenvolt premiada pela Comissão Europeia, EuropeanIssuers e FESE

A Greenvolt foi a eleita entre as restantes nomeadas, destacando-se pelo desempenho apresentado “tanto em termos financeiros e de ESG (environmental, social, and corporate governance) como a nível reputacional, desde a entrada no mercado de capitais em meados de 2021”, diz a empresa em comunicado.

CEO da Galp: “Não mudamos o sistema ao demonizar o petróleo e o gás”

O gestor aponta que é preciso investir mais em energias renováveis.
Comentários