Espanha vende 7% do Bankia com menos-valias de 96 milhões

O pacote de ações colocado à venda pelo Estado tem um valor de mercado de cerca de 840 milhões. A colocação é liderada pelos Deutsche Bank, Morgan Stanley e IBS.

O Estado, através do FROB, pôs à venda, por colocação acelerada de ações, 7% da sua participação no Bankia, totalizando 201.553.250 ações, com um valor de mercado próximo de 840 milhões de euros.

A colocação, que será feita entre investidores institucionais, será previsivelmente fechada antes da abertura da bolsa de amanhã, e vai trazer mais liquidez ao título, algo que abre caminho para futuras vendas, avança o El Economista.

O Banco Financiero de Ahorros (detido pelo Fundo de Reestruturação de Ordenação Bancaria – FROB) controla o Bankia, e com esta venda anunciada ao mercado espanhol vai reduzir de 67% para 60% a participação.

O Estado por sua vez perde 48 cêntimos por ação no Bankia com esta operação (se fosse feita ao preço do fecho de hoje em bolsa e que foi de 4,17 euros) face ao valor que o Estado injetou no resgate e nacionalização em 2013, avançam os sites espanhóis que lembram que a avaliação inicial do dinheiro público injetado no resgate se situou em torno dos 5,41 euros por ação, e que menos de um ano depois, o próprio Banco Financiero de Ahorros baixou a avaliação da sua subsidiária para 4,65 euros. Os sites noticiosos espanhóis citam o plano estratégico da instituição bancária referente aos anos 2012-2015, para sustentar este cálculo e dizem que “no total, a menos-valia realizada se situa em torno dos 96 milhões de euros”, avança o Bolsamania.

O fato relevante publicado hoje na CNMV especifica que a colocação é liderada pelos Deutsche Bank, Morgan Stanley e IBS.

É suposto o Estado sair do capital do Bankia, da entidade liderada por José Ignacio Goirigolzarri, antes de 31 de dezembro de 2019.

Até agora o Estado espanhol já recuperou 1.838 milhões de euros da ajuda pública injetada no Bankia (e que foi de 22.424 milhões de euros), isto com a colocação de 7,5% do banco por 1.304 milhões de euros em 2014 e com os dividendos recebidos dos exercícios de 2014, 2015 e 2016.

A Bankia acumula uma reavaliação de 7,4% neste ano e aumentou hoje o valor em bolsa no mercado de ações em 0,55% para 4,133 euros por ação, trazendo sua capitalização para cima dos 12 mil milhões de euros. O pacote de ações colocado à venda pelo Estado tem um valor de mercado de cerca de 840 milhões.

O Estado realizou um duplo resgate em 2013 da megaestrutura das caixas de poupança construídas em torno da Caja Madrid e da Bancaja. Ao Bankia alocou 10.400 milhões de euros e à sua casa-mãe, o Banco Financiero de Ahorros (BFA), outros 12.000 milhões.

 

Recomendadas

Fitch melhora perspetiva do rating do BCP

A mudança de perspectiva para o rating do BCP reflete, em parte, uma maior clareza em torno do provisionamento necessário para cobrir os riscos legais do Bank Millennium com empréstimos hipotecários denominados em francos suíços, na Polónia.

Sindicatos dos Quadros e SIB pedem apoio extraordinário para bancários no ativo

Ainda sobre as medidas do Governo de apoio para fazer face à inflação, o Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) e o SIB (Sindicato Independente da Banca) pedem parecer sobre constitucionalidade do apoio aos pensionistas e exigem apoio extraordinário para bancários no ativo.

Rácio de crédito malparado na banca melhora para 3,4% no segundo trimestre

A queda “reflete a diminuição dos NPL (-4,0%) e o aumento dos empréstimos produtivos (+1,8%)”, explica o supervisor da banca. A rentabilidade também melhorou.
Comentários