“Está na hora de libertar a economia”, diz Iniciativa Liberal

“Vamos naturalmente esperar por quinta-feira para ver o que o Governo nos diz”, disse o candidato à autarquia de Lisboa, acrescentando que “estas decisões não podem estar a ser tomadas naquilo que são os calendários eleitoralistas nomeadamente das autárquicas”. 

O candidato à Câmara Municipal de Lisboa (CML) apoiado pela Iniciativa Liberal (IL), Bruno Horta Soares, defendeu que está na hora de libertar a economia, esta terça-feira, 27 de julho.

Depois da reunião do Infarmed com o Governo e partidos com representação, Bruno Horta Soares referiu que o partido acredita que “está na hora de libertar a economia, está na hora de libertar o país e não gostávamos de continuar a assistir a movimentos calculistas por parte do Governo que mais não são decisões políticas”.

“Vamos naturalmente esperar por quinta-feira para ver o que o Governo nos diz”, disse o candidato à autarquia de Lisboa, acrescentando que “estas decisões não podem estar a ser tomadas naquilo que são os calendários eleitoralistas nomeadamente das autárquicas”.

Para Iniciativa Liberal “cada dia conta, cada dia que passa é um dia que profissionais que estão sem trabalhar há meses e meses vão poder voltar a ver ter as suas vidas e nós não queremos esperar por meados de setembro para a ultima da hora o governo aparecer como o libertador do país”.

A perspetiva liberal hoje apresentada por Bruno Horta Soares aos jornalistas não é novidade, uma vez que o líder do partido defendeu a mesma visão em reunião com o Presidente da República ontem.

“Reforçamos a nossa opinião de que Portugal tem nesta altura a obrigação de pela primeira vez desde que a pandemia foi declarada de colocar a liberdade à frente da segurança e de desconfinar muito mais cedo do que aquilo que o Governo tem tenções de fazer”, admitiu João Cotrim Figueiredo, sugerindo o único de agosto como a altura ideal para o desconfinamento.

Relacionadas

PEV e PAN defendem que alívio de restrições estão reunidas

“Temos todas as condições para o fazer”, disse Mariana Silva, deputada do PEV, acrescentando que os cuidados individuais e coletivos estão a ser incutidos aos portugueses há um ano e meio.

PSD saúda revisão da “matriz de risco” e pede que “recomendações se reflitam no Conselho de Ministros”

o PSD “espera que aquilo que são as recomendações dos especialistas sejam refletidas rapidamente no conselho de ministros” e que esta articulação com os sectores mais afetados da economia, como é o caso do turismo.
José Luís Carneiro no Infarmed

PS: “Todos devem contribuir para que imunização ocorra em todo o país”

José Luís Carneiro afirmou esta terça-feira, após a reunião do Infarmed, onde esteve presente, que a “campanha de vacinação está a conseguir alcançar os seus resultados porque tem permitido diminuir a incidência”.
Recomendadas

Portugal registou 18.315 mil casos e 37 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções em comparação à semana anterior.

PremiumConferência do Jornal Económico debateu os grandes temas de 2023

O auditório principal do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) recebeu na passada sexta-feira, 16 de setembro, a conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Assista na quinta-feira à JE Talks: Guia do Investimento Imobiliário (com áudio)

Esta semana as JE Talks olham para as tendências de crescimento e perspetivas que se irão sentir no mercado de investimento imobiliário, um tema que segue na sexta-feira para as bancas com a edição impressa do Jornal Económico. Assista a esta conversa em direto no próximo dia 22 de setembro, às 15h00.
Comentários