Estado arrecada mais de 25 mil milhões em impostos até agosto

O Estado arrecadou mais de 25 mil milhões de euros em impostos até agosto, um aumento de 5,5% face ao período homólogo de 2014, uma evolução que ficou a dever-se sobretudo aos impostos indiretos. De acordo com a síntese da execução orçamental até agosto, divulgada pela Direção-Geral do Orçamental (DGO), a receita fiscal foi de […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031
O Estado arrecadou mais de 25 mil milhões de euros em impostos até agosto, um aumento de 5,5% face ao período homólogo de 2014, uma evolução que ficou a dever-se sobretudo aos impostos indiretos.
De acordo com a síntese da execução orçamental até agosto, divulgada pela Direção-Geral do Orçamental (DGO), a receita fiscal foi de 25.072,4 milhões de euros.
A receita com impostos indiretos atingiu os 13.818,2 milhões de euros, mais 7,4% face aos mesmos meses do ano passado, e a receita dos impostos indiretos cifrou-se nos 11.254,1 milhões de euros, apresentando um crescimento de 3,2%.

OJE
Recomendadas

PRR, mesmo sem inflação, sofreria dos mesmos problemas

Execução da bazuca enfrentaria dificuldades com burocracia e mudanças na economia global, reforçando papel dos contabilistas.

Cabo Verde quer reforçar combate à pobreza com aumento de 25% da taxa turística

Governo liderado por Ulisses Correia e Silva prevê arrecadar 8,6 milhões de euros com o aumento da taxa, que serão canalizados para o fundo de financiamento Programa Mais, Mobilização pela Aceleração da Inclusão Social, concebido para apoiar projetos de combate à pobreza extrema e exclusão social, segundo a Forbes África Lusófona.

Receitas do turismo estão 14% acima das do pré-pandemia

Os resultados até agora obtidos são animadores, contudo a crescente subida dos preços traz alguma apreensão