PremiumEstado da União depende da resposta à crise energética

Presidente da Comissão Europeia destacou a crise energética e a guerra na Ucrânia no discurso sobre o Estado da UE. Prometeu mudanças no mercado e propôs taxar os lucros “excessivos”.

O estado da União Europeia (UE) depende de como os Estados-membros conseguirem enfrentar a crise energética decorrente da guerra provocada pela invasão russa da Ucrânia, de forma a ultrapassarem o próximo inverno, e os estragos causados pela inflação elevada.

Tudo o resto que foi sinalizado no discurso da presidente da Comissão Europeia (CE), Ursula von der Leyen, sobre o Estado da UE, acaba por se tornar secundário.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumPutin une extremos na oposição ao Ocidente

As franjas mais extremas europeias convergem no apoio a Putin, unidas por um antiamericanismo reforçado, à esquerda, por uma orfandade do comunismo soviético e, à direita, pela admiração por um regime iliberal e autocrático.

PremiumPara saudar o regresso de um majestoso Jaen

Serve este texto para saudar a aposta de um produtor do Dão, a Caminhos Cruzados, integrada há cerca de dois anos no grupo da Quinta da Pacheca (no Douro), na comercialização de um monovarietal de uma das castas mais singulares que se produzem em Portugal: a Jaen (Mencia, em Espanha). Há quem diga que em relação à Jaen, ou se ama ou se detesta.

PremiumFada ou bruxa? Uma duquesa que incomoda muita gente

Sociopata narcisista”. Uma classificação nada abonatória, mas é assim que é descrita Meghan Markle por ex-funcionários do Palácio de Buckingham que trabalharam para os duques de Sussex, segundo o que é revelado no novo livro de Valentine Low, que escreve sobre assuntos reais para o “The Times”.
Comentários