Estado da União: Von der Leyen reúne-se hoje com Zelensky em Kiev (com áudio)

Von der Leyen fez o anúncio durante o discurso sobre o Estado da União Europeia (UE), perante o Parlamento Europeu e na presença da primeira-dama ucranina, Olena Zelenska.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou que vai ainda hoje a Kiev para se reunir com o Presidente Volodymyr Zelensky.

“Vou estar hoje, em Kiev, para me reunir com o Presidente Zelensky”, disse Ursula von der Leyen, especificando que o encontro tem como objetivo a discussão “detalhada” da continuação da ajuda europeia.

Von der Leyen fez o anúncio durante o discurso sobre o Estado da União Europeia (UE), perante o Parlamento Europeu e na presença da primeira-dama ucranina, Olena Zelenska.

A deslocação, salientou a líder do executivo comunitário, tem como objetivo negociar o reforçar o apoio da UE à Ucrânia na sua luta contra a invasão russa, lançada em 24 de fevereiro.

Ursula von der Leyen lembrou que a UE já enviou “mais de 19 mil milhões de euros” de ajuda à Ucrânia, incluindo equipamento militar, e vai destinar “100 milhões de euros para construir escolas” destruídas pelas forças de Moscovo.

Desde o início da guerra, adiantou, foram destruídas ou danificadas mais de 70 escolas e, citando Olena Zelenska, a presidente da Comissão Europeia contou que as crianças na Ucrânia vão para a escola com duas mochilas: a da escola e uma outra de emergência com água, material de primeiros socorros e uma muda de roupa interior.

“Imaginem o que é mandar as crianças para a escola e não se saber se voltam a ver-se no final do dia”, disse aos eurodeputados.

Recomendadas

Ucrânia. UE considera “ilegais” referendos de anexação organizados por Moscovo (com áudio)

O chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, disse hoje que os “referendos” de anexação organizados por Moscovo nas regiões ucranianas foram “ilegais” e os resultados “manipulados”.

Ucrânia. Maduro acusa EUA e Europa de “suicídio económico” para punir a Rússia (com áudio)

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou hoje os Estados Unidos e a Europa de optarem pelo “suicídio económico” com o propósito de punir Moscovo pela invasão da Ucrânia.

Ucrânia. Giorgia Meloni garante a Kiev apoio do novo governo italiano

A líder do Irmãos de Itália (FdI), Giorgia Meloni, vencedora nas legislativas italianas no domingo, garantiu à Ucrânia que poderá contar com o total apoio do novo governo do país.
Comentários