Estado renova acordo com Berardo e mantém museu no CCB por mais seis anos

Governo e empresário chegam a acordo sobre continuidade da colecção, com renovações automáticas a partir de 2022.

A Coleção Berardo vai manter-se no Centro Cultural de Belém (CCB) por mais seis anos, na sequência de um acordo alcançado entre o Ministério da Cultura e Joe Berardo, noticia hoje o Público citando uma fonte do governo.

De acordo com o mesmo jornal, o Governo e o empresário chegaram a acordo sobre a continuidade da coleção no CCB, prevendo renovações automáticas a partir de 2022, “se não for denunciado por nenhuma das partes”.

O empresário Joe Berardo e o gabinete do Ministério da Cultura confirmaram ao Público o fecho das negociações que começaram antes do verão. A assinatura da “adenda ao acordo de 2006” será feita na quarta-feira no CCB, em Lisboa.

Quanto ao conteúdo do protocolo, o Ministério da Cultura adiantou apenas que caberá à Fundação Berardo decidir se as entradas continuarão a ser gratuitas.

O Público realça ainda que a Fundação Berardo “vai passar a assumir as despesas da bilhética e fica obrigada a garantir entradas grátis pelo menos um dia por semana”.

A adenda obtida pelo ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, “garante que as mais de 900 obras do Museu Coleção Berardo, instalado no CCB desde junho de 2007, vão ficar exatamente onde estão, pelo menos até ao final de 2022”, revelou o jornal.

O acordo de empréstimo das obras da coleção de arte do empresário para a criação do Museu Berardo, instalado no CCB, terminava a 31 de dezembro deste ano.

 

Recomendadas

Alterações climáticas. Terra aproxima-se do ‘ponto sem retorno’, diz primatologista Jane Goodall

“Sabemos o que devemos fazer. Quero dizer, temos as ferramentas. Mas deparamo-nos com o pensamento de curto prazo de ganho económico versus a proteção de longo prazo do meio ambiente para assegurar um futuro”, indicou a cientista que ficou conhecida pelo seu estudo pioneiro de seis décadas sobre chimpanzés na Tanzânia.

Apertem os cintos! Vamos agora aterrar em Santarém. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes” de Rui Calafate

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

“Metade das pessoas que precisam de apoio psicológico não têm meios para o conseguir”, alerta bastonário da Ordem dos Psicólogos

Começa esta quarta-feira em Aveiro o quinto congresso da Ordem, evento que servirá também para reforçar bandeiras “antigas”, como por exemplo a questão do reforço no número de psicólogos no SNS, situação que a nova gestão executiva terá que priorizar se houver vontade política, de acordo com a opinião do bastonário em entrevista ao JE.
Comentários