“Estão criadas condições de segurança para que todos possam votar”. Costa já votou antecipadamente no Porto

Depois de ter votado, António Costa apelou a todos e todas os portugueses para que exercessem o seu direito cívico.

TIAGO PETINGA/LUSA

O primeiro-ministro, António Costa já votou antecipadamente, este domingo, no pavilhão Rosa Mota, no Porto e garantiu que estão asseguradas as condições de segurança para todos votarem hoje ou na próxima semana.

“Tive já oportunidade de cumprir o meu deve cívico de votar e gostaria naturalmente de fazer um apelo geral a todos aqueles que estão inscritos para votar antecipadamente que o possam fazer hoje e todos aqueles que não se inscreveram para votar antecipadamente  o possam fazer no dia 30”, disse António Costa.

Segundo o secretário geral do PS o “voto é o momento mais importante de cada democracia, é aquele momento único onde só os cidadãos decidem qual o resultado das eleições, o que querem para o seu futuro e confiam e escolhem quem são os seus representantes. A participação no ato eleitoral é o ato mais importante da vitalidade democrática”.

Assim sendo, Costa apelou “a todos e a todas os portugueses para que exercessem esse seu dever cívico hoje se o poderem fazer porque se inscreveram para o voto antecipado ou daqui a uma semana como habitualmente é feito”.

“Estão criadas condições de segurança para que todos possam votar. Estão criadas condições para as pessoas que infelizmente estejam no dia 30 sem situação de isolamento também possam exercer o seu direito ao voto”, assegurou.

 

Recomendadas

José Luís Carneiro, das comunidades portuguesas no estrangeiro à Administração Interna

José Luís Carneiro é o novo ministro da Administração Interna e regressa a um ministério no qual já desempenhou o cargo de assessor entre 1999 e 2000. O antigo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas tem uma forte ligação ao poder local.

PS conquista dois mandatos do círculo da Europa e reforça maioria absoluta para 120 deputados

Depois de na primeira votação, a 30 de janeiro, PS e PSD terem conquistado um mandato cada um no círculo da Europa, na repetição da votação, o PS acabou por eleger o cabeça-de-lista pelo círculo, Paulo Pisco, mas também o segundo nome na lista, Nathalie de Oliveira.
eleições_legislativas_voto_urna_votar

Legislativas: Governo diz que votaram 152 emigrantes no fim de semana

Segundo o Governo “esse número representa um acréscimo de 31% face aos 116 cidadãos que exerceram o seu direito de voto presencial” a 30 de janeiro.
Comentários