Estes são os 10 destinos mais procurados por quem quer trabalhar no estrangeiro

Os EUA é o país do mundo que maior interesse desperta junto dos candidatos a um emprego no estrangeiro. Seguem-se o Reino Unido, apesar do Brexit, e o Canadá. Israel, pelo contrário, é o país que capta menos atenção.

O sonho americano continua vivo. Pelo menos, quando se fala de emprego. Um estudo realizado pela plataforma de emprego online Indeed.com, que opera em 60 países e atrai 200 milhões de visitantes únicos por mês, revela que os Estados Unidos atraem a maior percentagem de candidatos a um emprego fora das suas fronteiras: 37,29% do total dos indivíduos que pesquisam por um emprego fora do país onde vivem, pesquisam oportunidades nos EUA.

O Reino Unido é a segunda nação mais popular para profissionais que procuram trabalho noutras paragens. O país atraiu 10,52% de todas as pesquisas realizadas na Indeed.com, ainda assim abaixo dos 12,67% registados em 2016, no que pode ser relacionado com o movimento do Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia).

O terceiro país onde os candidatos acreditam encontrar mais oportunidades é o Canadá, que, apesar de uma queda de 2,63% em relação ao seu ano passado, regista 6,89% das pesquisas em 2017.

O México é o quarto mais procurado por candidatos não nacionais, a Austrália o quinto e a Alemanha o sexto. Seguem-se a Suíça, os Emirados Árabes Unidos, a França e a Espanha.

Ao inverso, Israel foi o país que captou menor atenção dos candidatos a um emprego, sendo alvo de apenas 0,05% de todas as buscas de emprego não domésticas. Seguem-se a Venezuela (0,06%) e a Grécia (0,08%).

Já o Japão distingue-se por ser o país com menor nível de buscas para ver oportunidades de trabalho noutros países: apenas 0,7% dos candidatos o fizeram.

Recomendadas

Controlar despesas? Siga esta cinco estratégias

Organizar o orçamento familiar e analisar as despesas com maior peso mensal são dois passos essenciais para planificar a sua vida financeira. Conheça algumas estratégias e ferramentas para fazer frente à atual “avalanche” de aumento de preços e proteger a sua carteira.

Sabe se vai compensar mudar para o mercado regulado do gás? A Deco lança calculadora

Com esta calculadora, pode introduzir a quantidade de gás natural que habitualmente consome, consultando a última fatura, e indicar o número de dias a que essa fatura se refere. Basta depois copiar os dados da fatura para a calculadora e obtém, de imediato, o custo que teria em igual consumo e igual período de faturação no mercado regulado a partir de outubro.

Um senhorio pode aumentar a renda em mais de 50%? Saiba aqui

O aumento da renda da casa é uma das preocupações mais comuns e que, na verdade, resulta da subida da inflação. Mas, apesar de haver algumas exceções, dependendo de contrato para contrato, os senhorios têm de respeitar algumas regras para proceder ao aumento da renda.
Comentários