Estilista Pierre Cardin morre aos 98 anos

A informação foi avançada pela família do designer francês que se encontrava internado num hospital de Paris.

Morreu Pierre Cardin. O estilista francês tinha 98 anos e faleceu esta terça-feira, 29 de dezembro, de acordo a agência “France Press” que cita um comunicado da família.

O designer encontrava-se internado num hospital de Paris. De origem italiana, e o mais novo de sete irmãos acabou ainda jovem por se mudar para França, onde acabou por adquirir a dupla nacionalidade, tendo começado a trabalhar como ajudante de um alfaiate.

Pierre Cardin foi juntamente com André Courrèges e Paco Rabanne, um dos responsáveis pelo renascimento da alta-costura francesa, sendo que recentemente dava também nome a várias gamas de acessórios de moda. Conta o “Le Monde”, que em 1947, Pierre Cardin, tornou-se no primeiro funcionário de Christian Dior, quando este abriu uma loja em Paris.

Em 1960, tornou-se no primeiro estilista a lançar uma coleção de roupas masculinas, numa apresentação feita para 250 alunos recrutados de universidades de Paris.

Recomendadas

Cenário económico não anula metas de descarbonização

O cenário de uma possível recessão, associada à já frágil conjuntura macroeconómica, não assusta o sector, que diz estar “bem mais preparado” do que em 2008. As fragilidades herdades da pandemia persistem, mas importa não perder o foco das metas estabelecidas.

PremiumMudar o sector alimentar para atingir metas de carbono zero

Mesmo que todas as emissões nocivas fossem imediatamente interrompidas, as emissões do sistema alimentar global seriam suficientes para elevar o limite de subida da temperatura global em 1,5°C graus.

Projetos de transição vão sofrer com efeitos da crise

Os processos de transição climática em curso já estão a sofrer soluços no atual cenário macroeconómico e há lições a tirar. “Tudo vai custar muito mais do que se pensava”, garante o CEO da Madoqua Renewables ao Jornal Económico.
Comentários